De Spielberg a Tarantino, saiba quem o Oscar desprezou em 2016

Todos os anos, o anúncio dos indicados ao Oscar causa algumas surpresas, para o bem ou para o mal. É comum que o público e pessoas do meio se decepcionem com a ausência de candidatos nas categorias da premiação, e esse ano não foi diferente.

Duas das ausências mais sentidas foram as de Steven Spielberg e Quentin Tarantino na categoria de melhor diretor. Além de renomados, experientes e premiados, ambos dirigiram filmes dignos de indicações ao Oscar deste ano. Spielberg, por exemplo, liderou a produção de Ponte dos Espiões, que recebeu quatro nomeações, incluindo a de melhor filme. Já Tarantino é o nome por trás de Os Oito Odiados, que concorre em três categorias: atriz coadjuvante, fotografia e trilha sonora.

Outra surpresa foi o cineasta Ridley Scott, de Perdido em Marte. Ele não foi indicado a melhor diretor, embora seu longa tenha acumulado sete nomeações, incluindo a de melhor filme. A Academia de Hollywood também deixou de lado o roteirista Aaron Sorkin, que venceu o Globo de Ouro deste ano pelo filme Steve Jobs, mas não foi lembrado pelo Oscar.

 

(Fonte: Veja.com)

Confira também

Dry scooping: novo desafio nas redes sociais pode oferecer riscos a crianças e adolescentes

Uma nova ‘trend’ tem chamado a atenção nas redes sociais nos últimos dias. As trends, …