Bonito e Pantanal irão sediar a primeira Adventure Week no Brasil

Atrativos turísticos e a natureza foram algumas das características favoráveis para a escolha de Bonito e Pantanal (MS) como sede da Adventure Week 2016. A edição, realizada pela primeira vez no Brasil, acontece em abril e oferecerá aos operadores, agentes de viagem e jornalistas uma semana intensa de Ecoturismo e Turismo de Aventura através de passeios, palestras e rodadas de negócios.

O evento é realizado pela ATTA (Adventure Travel Trade Association), em parceria com a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) e apoio do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, através da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul (Fundtur-MS), Associação Brasileira de Ecoturismo e Turismo de Aventura (Abeta) e prefeituras de Corumbá e Bonito.

Neste domingo (3), representantes da ATTA, da Embratur e técnicos da Fundtur-MS, Secretaria de Turismo de Bonito e Fundação de Turismo de Corumbá iniciaram um roteiro de inspeção em Corumbá, na quinta-feira (7) até terça-feira (12) as equipes estarão em  Bonito. A ação de inspeção tem por objetivo avaliar a qualidade do roteiro previamente estabelecido visando um melhor potencial de promoção.

Conforme o diretor-presidente da Fundtur-MS, Nelson Cintra, a ação só foi possível pelo esforço das prefeituras, secretaria de Turismo de Bonito, Fundação de Turismo de Corumbá e da Embratur na captação da ação para o Brasil.

“O evento é mais uma grande oportunidade de promover nossos destinos e produtos aos operadores de turismo e imprensa internacional especializada. Importante momento também para o trade local, que terá a oportunidade de fazer contato direto com grandes operadoras internacionais, visando contatos comerciais para o incremento do fluxo turístico internacional”, destacou Cintra.

A semana do evento (3 a 10 de abril) reunirá 30 operadores de viagens, que conhecerão os destinos turísticos a serem trabalhados nos países emissores. Mais de 15 operadoras norte-americanas participarão de workshops para preparar os operadores a vender os dois destinos nacionais.

A ATTA é uma organização global dedicada a unificar, promover e estabelecer um crescimento responsável no mercado do turismo de aventura.

 

Turistas de natureza

Dados do Ministério do Turismo registram que 19% do total de turistas que visitam o Brasil apontam o Ecoturismo e o Turismo de Aventura como motivação central de sua viagem. Os turistas de aventura e de ecoturismo gastam, em média, US$ 3 mil por viagem, valor que representa quase o dobro da média geral. As viagens desse público duram, em média, oito dias, e eles estão dispostos a pagar mais por experiências emocionantes e autênticas.

O potencial do Brasil para o Ecoturismo e o Turismo de Aventura é reconhecido mundialmente. Segundo o Fórum Econômico Mundial (WEF), o Brasil ocupa o 1º lugar em recursos naturais no planeta e o 28º lugar no Índice de Competitividade Internacional do Turismo. No entanto, está em 102º lugar como País mais fechado do mundo e 137º mais difícil para abrir um negócio de turismo.

Confira também

Com previsão de tempestade em Campo Grande, Marquinhos faz apelo: ‘fiquem em casa

O prefeito Marquinhos Trad fez um apelo para a população diante da previsão de fortes …