Apoio da Semade em pólo industrial pode impulsionar desenvolvimento de Novo Horizonte do Sul

Micro indústria do setor de confecção de Novo Horizonte do Sul, região Sul do Estado, buscou apoio do governo para a adequação do modo de produção local. Em reunião com o secretário do Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico (Semade), Jaime Verruck e Ricardo Senna, secretário-adjunto e diretor do Instituto Teotônio Vilela de Mato Grosso do Sul, a prefeita de Novo Horizonte do Sul, Nilza Ramos solicitou o suporte da Semade para a obtenção de recursos necessários à construção de um barracão destinado a abrigar uma facção – sistema de terceirização e de integração que vem sendo muito utilizada na indústria da confecção.

Segundo a dona da micro indústria Panini,  postos de trabalho foram fechados em decorrência da falta de um barracão compatível com as exigências trabalhistas para a obtenção de um selo de qualidade necessário para fornecer às indústrias nacionais de maior porte do setor. Marlene Izzo Panini precisa do selo ABVTEX, concedido pela Associação Brasileira do Varejo Têxtil, para expandir seu negócio. “Estou muito animada após a reunião. Nós já possuímos o maquinário necessário, só precisamos adequar a estrutura da empresa. Como já temos o contatos com as indústrias do setor, precisamos da documentação em dia para poder retornar aos grandes polos industriais de confecção. Os funcionários que tivemos que dispensar estão aguardando a obtenção do selo para voltar aos seus postos de trabalho, já que não há muitas oportunidades de emprego na cidade”, explicou.

Solução – O secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck, foi além ao sugerir a busca por recursos do governo federal não apenas para atender às necessidades de adequação física desta indústria, mas também para ampliar a possibilidade de crescimento para outras futuras empresas. “É interessante buscar recursos para a construção de um local que contemple mais indústrias, com toda a infraestrutura necessária de acordo com as exigências do Ministério do Trabalho. Dessa maneira, é possível alocar tanto a facção que necessita do selo quanto as demais empresas que precisam dessa infraestrutura.”

A prefeita de Novo Horizonte do Sul, Nilza Ramos e o secretário da pasta, Jaime Verruck, devem buscar apoio para essa questão junto à bancada federal logo na primeira semana de fevereiro. “A prefeitura está tomando as medidas necessárias, sobretudo na concessão de terreno para a construção de um novo barracão. Vamos de mãos dadas a Brasília, pois para nós, essa geração de emprego é muito importante. Em municípios pequenos, as pessoas saem do município justamente em busca de emprego. Queremos reverter isso.”

Confira também

Governo cria programa para incentivar o exercício da cidadania em MS

Para incentivar o exercício da cidadania nos sul-mato-grossenses, o governo do Estado criou o programa …