Sem despedida oficial, Rogério Ceni celebra vaga na Libertadores

O ídolo Rogério Ceni se despediu do São Paulo em uma competição oficial neste domingo e com vitória, mas sem pisar no gramado. O goleiro de 42 anos se empenhou ao longo da semana para tentar atuar pela última vez diante do Goiás, mas não se recuperou de uma lesão no tornozelo e apenas aplaudiu os companheiros que conquistaram a vaga para a próxima Copa Libertadores, com a vitória por 1 a 0, no Serra Dourada.

“A meta era garantir uma vaga na Libertadores, e eles fizeram isso. Me sinto bem pelo que eles fizeram em campo, porque o torcedor reconhece isso por mais que algumas coisas não tenham saído como o desejado durante a temporada. Foi difícil, mas conseguimos. Conseguimos a vaga, e mesmo fora de campo estarei na torcida pelo grupo”, disse o capitão do time, substituído por Denis nas últimas seis rodadas do Brasileirão.

Rogério fará um último esforço neste fim de ano para ter boas condições de jogo em sua despedida simbólica, um evento festivo marcado para o dia 11, no Morumbi, com um amistoso entre campeões mundiais pelo São Paulo. Atletas do time que faturaram o título de 1992/1993 vão enfrentar aqueles que levaram o troféu de 2005, nesta sexta-feira. O jogo de despedida de Rogério Ceni já tem mais de 30.000 ingressos vendidos de forma antecipada.

Profissional desde 1992, Rogério Ceni é o atleta que mais vezes vestiu a camisa do São Paulo:1237 jogos, com 137 gols marcados e mais de 20 títulos conquistados, com destaque para o Mundial de Clubes de 2005 e três campeonatos brasileiros (2006, 2007 e 2008).

Rogério Ceni comemora a conquista do Campeonato Brasileiro de 2007

138Rogério Ceni comemora a conquista do Campeonato Brasileiro de 2007 (Foto: Alexandre Battibugli/VEJA)

 

(com Estadão Conteúdo)

Confira também

Lutadores de MS buscam medalhas no Nacional de Equipes de Jiu-Jitsu Desportivo

Pelo sétimo ano consecutivo, Mato Grosso do Sul marcará presença em um evento da Confederação …