Movimento Mãe Águia é declarado de utilidade pública

Movimento nasceu de um projeto de pesquisa para um mestrado e em 2013
Foi aprovado por unanimidade pela Câmara Municipal de Campo Grande, o pedido de declaração de utilidade pública para a Associação Movimento Mãe Águia de Combate à Violência Sexual Cometida Contra Crianças e Adolescentes, que atende em Campo Grande. A autoria do projeto é dos vereadores Eduardo Romero (Rede Sustentabilidade) e Carla Stephanini (PMDB). O Mãe Águia que é uma associação não governamental, e que trabalha com crianças e adolescentes que foram vítimas de violência sexual.
O movimento nasceu de um projeto de pesquisa para um mestrado e em 2013 passou a ser uma associação, que atende por meio de uma equipe multiprofissional. Com a declaração de utilidade pública as entidades podem reivindicar, por exemplo, imunidade fiscal, desde que sejam de assistência social e educação, explica Eduardo Romero. Movimento Mãe Águia É uma organização não-governamental, sem fins lucrativos, de caráter assistencial, educacional, cultural, de amparo às pessoas em situação de risco ou vulnerabilidade social e ainda de combate à violência sexual cometida contra crianças e adolescentes. Também milita no Comitê Estadual de Enfrentamento da Violência e de Defesa dos Direitos Sexuais de Crianças e Adolescentes (COMCEX/MS)

Confira também

Vereadoras, Secretária e Assessora de Educação de Caracol participam de reunião com o IFMS

As vereadoras Magaly e Lidi junto a secretária municipal de Educação Thaiz Leite e a …