Marun quer derrubar sessão do Conselho

O deputado ingressou com recurso para derrubar sessão que começa a investigar Eduardo Cunha
O deputado Carlos Marum (PMDB-MS), aliado de Cunha, ingressou na Mesa Diretora da Câmara com um recurso para anular todos os atos da sessão que deu aval à abertura de um processo contra o peemedebista. Se aprovada pelos membros da Comissão de Constituição e Justiça, a iniciativa reinicia a discussão sobre admissibilidade do processo e posterga a votação do parecer para o próximo ano. O deputado federal também afirmou que vai voltar a cobrar uma resposta na do presidente da Comissão de Ética da Câmara Federal José Carlos Araujo na tentativa de anular a sessão que decidiu pelo prosseguimento da investigação sobre o presidente da Câmara Federal, deputado Eduardo Cunha. “Ele é um homem íntegro, mas o desejo de ver o Cunha condenado pode estar contaminando as suas decisões”, disse.
De acordo com ele, Araújo antecipou sua posição sobre Cunha em uma entrevista a uma rádio da Bahia. Essa é uma tática dos, aliados de Cunha que voltam a questionar a atuação de Araújo. Marum que é autor de uma questão de ordem que defende que o presidente do colegiado não pode votar no colegiado, .Ontem, marum defendeu que cabe pedido de vista, mesmo que o novo relatório seja semelhante ao anterior. “No momento que houve troca de relator, voltou ao estágio inicial. Cercear meu direito de defesa não é uma coisa boa”, disse. De acordo com ele, qualquer interpretação diferente afronta o regimento da Câmara. Denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro na Operação Lava-Jato, Cunha é acusado de mentir à CPI da Petrobras, ao negar ter contas no exterior.
Fonte: Diariodigital

Confira também

Ameaça de Ministro sobre eleições causa reação

A declaração do ministro da Defesa, general Walter Braga Netto, sobre a realização das eleições de …