Familiares desvendam mistério de corpo encontrado na véspera de natal

Com ajuda de familiares a polícia esta prestes a esclarecer o mistério que rondava o corpo encontrado no meio a entulhos na Avenida Wilson Paes de Barros, via que dá acesso aos bairros São Conrado e Serradinho, em Campo Grande, na última quinta-feira (24). Um mal súbito e não execução pode ter sido a causa da morte de Waldemar Inácio Weber, 47 anos.

De acordo com a mãe, que tem 80 anos de idade, o filho morava em uma peça nos fundos de sua residência no Bairro Zé Pereira e desde domingo (20) não era visto. Como os desaparecimentos eram contantes não houve alarme até que os familiares souberam do corpo e a primeira pista de que poderia ser mesmo Waldemar veio com as roupas que ele usava.

Embora a distância seja grande, existe a possibilidade que ele tenha ficado desorientado ao tentar retornara para casa e caminhado pela Avenida Wilson Paes de Barros e caído. Isto explicaria os ferimentos encontrados no rosto.

Como no dia em que foi encontrado não havia marcas de violência no corpo a própria família suspeita que Waldemar tenha saído de casa com a consciência alterado pelo consumo exagerado de álcool e sofrido algum mal súbito no local onde foi achado por populares.

Apesar das revelações feitas pela família de Waldemar, policiais do 6º DP (Delegacia de Polícia Civil) continuam as investigações e esperam em breve concluir o inquérito.

 

 

Fonte: Midiamax

Confira também

Mulher é encontrada ensanguentada depois de ser esfaqueada pelo marido

Foi preso em flagrante nesta segunda-feira (19), em Amambai, a 352 quilômetros de Campo Grande, …