Ex-presidente da Conmebol Eugenio Figueredo será extraditado para Uruguai

Preso na Suíça desde o fim de maio, Eugenio Figueredo, ex-presidente da Conmebol, será extraditado ao Uruguai para julgamento pelos crimes de fraude e lavagem de dinheiro cometidos quando estava na entidade. A informação foi divulgada por Juan Gómez, promotor do caso.

O traslado para o Uruguai deve acontecer até antes do dia 30 de dezembro. Quando Figueredo chegar ao país, ficará preso até o julgamento do pedido de prisão domiciliar.

“A extradição representa uma chance de Figueredo ter um julgamento justo no país onde sua denúncia foi aberta, onde, supostamente, foram cometidos os delitos e onde estão os afetados”, disse sua advogada, Karen Pintos, à emissora local Sport 890.

Karen também sinalizou que a Justiça dos Estados Unidos ofereceu o pagamento de uma fiança para o julgamento de prisão domiciliar em solo norte-americano, mas Figueredo preferiu ir para o Uruguai.

 O julgamento se refere ao “caso Conmebol”, que investiga denúncia de 2013 feita por diversos clubes uruguaios e pela Associação de Jogadores, que acusavam a existência de uma organização criminosa na instituição reguladora do futebol sul-americano.

Figueredo ocupou a vice-presidência da Conmebol de 1993 até 2013 e se tornou presidente em abril de 2013. Além disso, foi vice da Fifa de 2014 a 2015. O ex-cartola está envolvido no escândalo de corrupção da entidade e, por isso, está preso na Suíça desde maio.

 

 

Fonte: Veja.com

Confira também

Ana Patrícia e Rebecca perdem, mas avançam no vôlei de praia

As brasileiras Ana Patrícia e Rebecca foram derrotadas pelas norte-americanas Kelly Claes e Sarah Sponcil …