Energisa retira ‘gatos’ para restabelecer energia de residencial

Novas ligações clandestinas sobrecarregaram rede e deixaram residencial sem luz
Escoltados por policiais militares, funcionários da Energisa retiraram na tarde de ontem, ligações clandestinas feitas na rede de energia elétrica que abastece o residencial Pedro Teruel, em Campo Grande. Os clientes estão sem energia desde ontem, após moradores da favela Cidade de Deus, que fica em frente ao conjunto habitacional, fazerem as ligações irregulares na rede. Segundo funcionários da Energisa, houve uma sobrecarga na rede, o que fez com que a porta do fusível abrisse como medida de segurança para evitar um curto-circuito. Consequentemente, os moradores do residencial ficaram sem energia elétrica. Foi preciso substituir o fusível.
As equipes da concessionária chegaram ao local por volta das 13h40 e até a publicação desta matéria ainda trabalhavam no local. O aposentado Jurandir Castelheiro, de 70 anos, disse ter perdido comida que estava na geladeira devido à falta de energia elétrica. “Tive que jantar no escuro”, mencionou. A Energisa não soube informar quantos moradores do residencial ficaram ser energia. Porém, segundo informações, pelo menos metade das casas ficaram no escuro, a outra parte teria ficado apenas com meia fase de energia. Dezenas de moradores da Cidade de Deus assistiam o trabalho da Energisa. Eles estariam decididos a refazer as ligações clandestinas assim que funcionários da Energisa e policiais deixarem a favela. “Não tem como ficar sem. Tem muita gente doente neste período e que precisa de energia”, comentou um morador da favela. Ontem pela manhã, a Energisa fez uma operação na favela, também escoltada por policiais, para retirar todas as ligações clandestinas de energia, sob alegação de riscos para a comunidade.
Em protesto, os moradores bloquearam a BR-262, em frente ao lixão da Capital. Eles só liberaram a avenida, após a chegada da Polícia Rodoviária Federal (PRF) após quatro horas trancando a via. Em seguida, um grupo de moradores seguiu para a prefeitura para dialogar com o prefeito Alcides Bernal (PP). Enquanto isso, outro grupo refazia as ligações clandestinas na rede que abastece o residencial Pedro Teruel. Pouco depois, os moradores do residencial perceberam que estavam sem energia. Em nota, a Energisa enviou equipes ao Residencial Pedro Teruel para os trabalhos de retirada das ligações clandestinas e restabelecimento do fornecimento de energia aos clientes regulares do local. “Vale lembrar que os moradores da Cidade de Deus estavam utilizando a rede de energia elétrica de forma ilegal por meio de ligações clandestinas. O fornecimento foi interrompido na manhã de quinta-feira (10) para garantir a segurança no local”, disse na nota.
Fonte: Diariodigital

Confira também

Vídeo de araras ‘conversando’ encanta campo-grandenses e viraliza nas redes

Um vídeo de um casal de araras-canindé grasnando em um tronco de árvore em Bodoquena …