Diretores da Rede Estadual de Ensino participam de encontro e transição de documentos

Os diretores e diretores-adjuntos da Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul participam durante toda nesta quinta-feira (17) de encontro de formação e transição de documentos, no Buffet Ondara Master, em Campo Grande. “O nosso compromisso é com a aprendizagem, é com as 255 mil famílias que estão na nossa responsabilidade. Esta gestão do governador Reinaldo Azambuja vai primar pela autonomia. Autonomia requer competência e a competência requer formação e estudo, que é o que estamos fazendo no dia de hoje”, destacou a secretária de Estado de Educação, Maria Cecilia Amendola da Motta.

A programação começou com a palestra “Liderança e Ética na Gestão Escolar”, de Claudio de Moura Castro. Economista, ele foi professor de diversas universidades no Brasil e no exterior, foi presidente da Capes e hoje preside o Conselho Consultivo da Faculdade Pitágoras, além de ser colunista quinzenal da revista Veja desde 1996. Para ele, tudo o que se faz na escola só se justifica se servir para a vida. “O ensino é para a vida, não para encher a cabeça com informações. Ou a educação nos leva a decisões mais inteligentes e produtivas ou então ela não vai servir, não uma educação que decora um monte de nomes, mas tudo o que se faz na escola só se justifica se servir para a vida”, explicou.

No período da tarde, os superintendentes da SED apresentaram a equipe e o trabalho desenvolvido em cada setor da Secretaria. Os diretores que estão deixando o cargo realizaram a transição de documentos com os que vão assumir as escolas em 1º de janeiro de 2016. “Já fiz muito como professora e agora que ver o que posso fazer como diretora-adjunta, me empenhando ao lado da diretora e da equipe da escola para que as metas sejam alcançadas”, afirmou Rose Helena Padoa, eleita para ser diretora-adjunta na Escola Estadual Professora Joelina Almeida Xavier.

Formação

Em 2016, após a posse dos gestores eleitos, a SED oferecerá um novo curso, de aperfeiçoamento em Gestão e Avaliação da Educação Pública, com duração de 214 horas, para fortalecer os profissionais que estarão à frente das escolas e assim melhorar, cada vez mais, a qualidade da educação de Mato Grosso do Sul. Ao longo do curso, serão abordados temas como Políticas Públicas e Legislação Educacional, Avaliação e Indicadores Educacionais, Currículo e Políticas Curriculares e Gestão de Liderança. Os gestores deverão, ainda, elaborar um plano gestor, visando à aprendizagem dos estudantes, para ser executado no triênio 2016-2018.

Confira também

Ocupação de leitos de UTI em MS cai para 23,4%

Com a vacinação avançando mais a cada dia, Mato Grosso do Sul começa a sentir …