Buraco em avenida da Capital escondia surpresas

Agesul assumiu obra de responsabilidade de Proteco, que pediu prazo para começar
Trabalhadores de empresa terceirizada da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos de Mato Grosso do Sul (Agesul) estão fazendo reparo no asfalto da Avenida Lúdio Martins Coelho, na esquina da Rua da Árvore, no Conjunto Habitacional Bonança, em Campo Grande. A obra é de responsabilidade da Proteco Construções que foi acionada pelo governo estadual, mas pediu prazo de 15 dias. Como se trata de uma situação emergencial, a Agesul assumiu o serviço. A Proteco, contudo, virou alvo de processo administrativo e poderá ser penalizada por ter faltado com o seu dever, segundo a Agesul. Os trabalhadores estão no local desde quinta-feira passada, 26 de novembro, e ao retirar a capa asfáltica se depararam com situações inesperadas, como a presença de uma caixa de concreto de quase cinco metros de profundidade. Na avaliação dos operários, a estrutura pode ter sido construída para fazer parte de uma eventual estação de tratamento de esgoto, mas ficou embaixo da terra inutilizada, oca por dentro e mal fechada. Agora será necessário enchê-la de pequenas pedras para evitar espaços vazios embaixo do asfalto que será refeito. A situação que estava oculta por baixo da capa asfáltica pode ter contribuído para o desmoronamento. O asfalto quase foi ‘engolido’. Porém, o afundamento é atribuído principalmente às rachaduras na tubulação de drenagem que será substituída. Além dessa troca e do fechamento da caixa de concreto, os trabalhadores estão recheando a cratera com pedras que são amassadas por máquinas até que se tornem uma estrutura densa sem vácuos. A previsão da Agesul é de que o obra termine nesta sexta-feira, 4 de dezembro, se não chover. Quem passa pela avenida como o militar Robson Molina, de 19 anos, que corriqueiramente trafega pela via em sua bicicleta torce para que a obra seja concluída em breve. “A minha expectativa é que fique pronta logo”, disse.
Fonte: Diariodigital

Confira também

Campo Grande segue com imunização de primeira dose em pessoas com mais de 34 anos

O sábado começa com a vacinação de pessoas com 34 anos ou mais em Campo …