Autoridades discutem implantação de polos da UFGD em presídios do MS

O diretor-presidente da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), Ailton Stropa Garcia, se reuniu nessa segunda-feira (30) com a reitora da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Liane Maria Calarge, para tratar da implantação de um polo universitário na Penitenciária Estadual de Dourados (PED), através do Sistema Universidade Aberta do Brasil. A intenção é que a UFGD crie núcleos também em presídios de Campo Grande, Corumbá, Dois Irmãos do Buriti, Ponta Porã, Três Lagoas e Paranaíba, oferecendo ensino superior gratuito aos detentos.

O encontro contou ainda com a participação do vice-reitor da universidade, Márcio Eduardo de Barros; da coordenadora de EaD na UFGD, professora Elizabeth Matos Rocha; do chefe de gabinete da reitoria, Henrique Sartori de Almeida Prado, e do chefe de gabinete da Agepen, Dumas Torraca.

Segundo o diretor-presidente da Agepen, já estão sendo feitas as tratativas junto ao Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Educação, para a implantação do polo na Penitenciária de Dourados, onde a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), órgão vinculado ao Ministério de Educação e Cultura, já aprovou a instalação. “Nas demais unidades, a UFGD irá iniciar as visitações”, informou Stropa.

Pela proposta, será ofertado o curso de graduação de Pedagogia no formato à distância (Ead). Para poder ingressar no curso universitário, o detento deve ter ensino médio completo. O Polo da UFGD será instalado dentro da penitenciária com uma aula presencial ao mês. Os estudantes receberão material didático e terão acesso ao ambiente virtual.

Confira também

Saúde envia 4,6 mil doses remanescentes da Janssen para 5 municípios de MS

A SES (Secretaria Estadual de Saúde) publicou no Diário Oficial desta terça-feira (27) o remanejamento …