Apesar de território hostil, José Aldo tira McGregor do sério em pesagem

Muito se comentou sobre Conor McGregor possivelmente tirar José Aldo do sério com suas provocações antes de seu confronto no UFC 194 de sábado. Nesta sexta-feira, em Las Vegas, porém, foi o campeão linear quem irritou o campeão interino, na pesagem oficial. Mesmo hostilizado por uma plateia praticamente inteira de compatriotas do irlandês, o lutador brasileiro zombou do adversário na encarada, e o “Notório”, costumeiramente o provocador, precisou ser contido pela direção do UFC para não atacar “Scarface”.

Antes mesmo de McGregor subir ao palco, conforme o UFC exibia vídeo promocional da luta, a torcida já cantava alto, esperando sua entrada. O “Notório” entrou de óculos escuros e empunhando a bandeira da Irlanda, para delírio do público. Quando abriu o casaco, exibiu uma camisa oficial com os dizeres, “Conor McGregor, campeão peso-pena”. Ele marcou 65,8kg na balança, ergueu os braços e celebrou com seus fãs.

Quando José Aldo foi anunciado, começaram as altas vaias. O brasileiro entrou de gorro e com um enorme terço, correndo para o palco. Aldo bateu 65,8kg, se reidratou e foi para a encarada. Ele imitou a postura estranha exibida pelo adversário na coletiva de imprensa, e McGregor andou para frente. Quando a mão do manauara tocou seu rosto, o “Notório” se irritou e quis chutá-lo, partir para cima. Como o “garoto grande” que é, Aldo ficou rindo do “bobo”.

Vídeo publicado no Twitter por Dana White, presidente do Ultimate, mostrou que o tapa de Aldo no rosto não foi acidente: o ângulo exclusivo, registrado de trás de McGregor, mostra o brasileiro dando um tapinha no rosto, que foi o que irritou o irlandês.

O clima quente, aliás, já vinha dos bastidores da pesagem. Kevin Lee, peso-leve que também está no card, publicou vídeo nas redes sociais que mostra Aldo e McGregor se encarando à distância e se provocando antes de passarem pelas cortinas para entrar no palco.

Passado o “estresse”, McGregor voltou a falar com confiança no microfone aberto.

– Eu visualizo, vejo no seu rosto que ele não está pronto para meus golpes. Quero agradecer ao povo irlandês por vir aqui, e juro que amanhã levarei o ouro para a Irlanda novamente – discursou.

Muito tranquilo, José Aldo prometeu permanecer o único campeão linear peso-pena do UFC após o combate de sábado.

– Não quero saber do que ele fala. Vou chegar amanhã à noite e serei o campeão

Irlandeses engolem brasileiros na plateia

Assim como em julho, no UFC 189, as arquibancadas foram tomadas por torcedores irlandeses. O evento não tinha a mesma magnitude; desta vez, o palco foi montado mais perto do centro da arena, e muitos fãs “bêbados demais” foram expulsos do local pela segurança. Mesmo assim, pouquíssimas bandeiras brasileiras eram avistadas no meio do mar verde e laranja, e os cantos de “Ole ole ole ole” ecoavam pelo local antes do início da pesagem.

Torcida irlandesa (Foto: Evelyn Rodrigues)
Torcida irlandesa dominou as arquibancadas no MGM, em Las Vegas, Estados Unidos (Foto: Evelyn Rodrigues)

Uma surpresa e curiosidade da pesagem foi a ausência de Arianny Celeste, ring girl mais antiga em atividade no UFC e presença quase obrigatória em eventos numerados. Brittney Palmer, Vanessa Hanson e Chrissy Blair foram as escolhidas para ocupar o palco.

Márcio Lyoto foi o primeiro lutador a subir à balança. Apesar de ser brasileiro, não foi hostilizado pelo público irlandês, que, ainda assim, mostrou leve preferência por seu adversário, Court McGee. Os dois bateram o peso e fizeram uma encarada intensa, mas de respeito mútuo.

Companheiro de equipe de José Aldo, Léo Santos foi o segundo brasileiro a subir à balança. O peso-leve marcou 70,8kg e foi para a encarada com o americano Kevin Lee. O campeão do TUF Brasil 2 estendeu a mão para um cumprimento, mas foi deixado no vácuo pelo oponente, e abriu um sorriso durante o olho no olho.

 Logo em seguida, subiu outro campeão de TUF Brasil, o peso-meio-médio Warlley Alves. O lutador mineiro tirou seu característico estilingue ao bater 77,6kg, limite da categoria, e andou para cima de seu oponente, Colby Covington. O americano, contudo, não recuou, e os dois tocaram narizes durante a encarada.

A portorriquenha Tecia Torres ouviu muitos assobios e palmas ao tirar a roupa para se pesar para sua luta contra Jocelyn Jones-Lybarger. Ela deu uma piscadela para o público e fez o sinal do coração com as mãos. As duas bateram o peso e fizeram uma encarada respeitosa.

 Antagonista de Conor McGregor no TUF 22, Urijah Faber surpreendentemente foi muito aplaudido e celebrado pela torcida irlandesa. O lendário peso-galo, ex-campeão do finado WEC, marcou 61,8kg e confirmou seu duelo contra Frankie Saenz. A “fúria irlandesa”, contudo, apareceu pela primeira vez mesmo quando o islandês Gunnar Nelson subiu ao palco para se pesar. Companheiro de equipe de McGregor, o “homem de gelo” marcou 77,1kg e agradeceu o apoio. Seu adversário, o brasileiro Demian Maia, recebeu algumas vaias, e os irlandeses puxaram o tradicional grito em português “Uh Vai Morrer”. Demian também marcou 77,1kg, e os dois fizeram uma encarada fria.
 Adversário de Ronaldo Jacaré, o cubano Yoel Romero marcou 83,9kg. O brasileiro recebeu gritos moderados de apoio ao entrar no palco, e registrou 84,4kg na balança. Os dois lutadores mostraram muito respeito um pelo outro, se cumprimentaram e se encararam à distância.

Na pesagem do coevento principal, o desafiante Luke Rockhold subiu correndo ao palco e marcou 83,9kg. O campeão dos pesos-médios, Chris Weidman, recebeu o “grosso” do apoio da torcida, e também marcou 83,9kg. Os dois se encararam de guarda baixa, mas ambos dizendo muitas provocações um para o outro.

 – Chris tem sido um grande campeão, mas eu estou levando esse esporte a outro nível, e vou tirar o título de Long Island – afirmou Rockhold.

– Ele nunca enfrentou alguém como eu. Ele vive na sombra do Daniel Cormier e do Cain Velásquez. Eu vou finalizar, só sei isso – respondeu Weidman.

O Combate transmite o UFC 194 ao vivo e com exclusividade neste sábado, a partir de 21h30m (horário de Brasília) e o Combate.com acompanha tudo em Tempo Real no mesmo horário, com vídeo ao vivo das duas primeiras lutas do card preliminar. Por motivos contratuais, a Rede Globo transmite a luta entre José Aldo e Conor McGregor com 30 minutos de atraso.

UFC 194
12 de dezembro, em Las Vegas (EUA)
CARD PRINCIPAL – a partir de 1h (horário de Brasília)
Peso-pena: José Aldo (65,7kg) x Conor McGregor (65,7kg)
Peso-médio: Chris Weidman (83,9kg) x Luke Rockhold (83,9kg)
Peso-médio: Ronaldo Jacaré (84,3kg) x Yoel Romero (84,3kg)
Peso-meio-médio: Demian Maia (77kg) x Gunnar Nelson (77,1kg)
Peso-pena: Max Holloway (66,1kg) x Jeremy Stephens (65,7kg)
CARD PRELIMINAR – a partir de 22h (horário de Brasília)
Peso-galo: Urijah Faber (61,6kg) x Frankie Saenz (61,2kg)
Peso-palha: Tecia Torres (52,7kg) x Jocelyn Jones-Lybarger (52,2kg)
Peso-meio-médio: Warlley Alves (70.7kg) x Colby Covington (70.7kg)
Peso-leve: Léo Santos (70,7kg) x Kevin Lee (70,7kg)
Peso-leve: Joe Proctor (70,7kg) x Magomed Mustafaev (70,3kg)
Peso-leve: John Makdessi (70,7kg) x Yancy Medeiros (70,5kg)
Peso-meio-médio: Court McGee (77,1kg) x Márcio Lyoto (77,5kg)

 

 

 

 

Fonte: Sportv

Confira também

Preferido na direção, “vontade juvenil” e choque no vestiário: como o Grêmio decidiu por Felipão

Até o anúncio oficial da volta de Luiz Felipe Scolari, foram praticamente dois dias de conversas …