Tarifa de ônibus sobe para R$ 3,25 nesta quinta-feira na Capital

Por decreto, prefeito reajusta valor da passagem em R$ 0,25, que corresponde a 8,83%
A partir desta quinta-feira, 19 de novembro, a tarifa de ônibus em Campo Grande passará a custar R$ 3,25. Até hoje, o valor praticado é de R$ 3,00. A nova tarifa foi divulgada hoje em decreto do prefeito Alcides Bernal (PP) publicado em Diário Oficial, após estudos realizados pela Agência de Regulação. O novo valor para as datas especiais será de R$ 1,30, que corresponde a 40% do valor da tarifa convencional. Já nas linhas executivas, chamadas de fresquinho, a tarifa passa de R$ 3,60 para R$ 3,95. O troco máximo estipulado para as linhas circulares executivas, terminais de transbordo e estação Peg-Fácil é de R$ 20,00, de acordo com o decreto de Bernal. Conforme a prefeitura, para chegar à nova tarifa, a Agência de Regulação realizou estudos técnicos que levam em conta itens como combustíveis, manutenção da frota e salários de motoristas, segundo nota divulgada pela prefeitura. Na mesma nota da prefeitura cita ainda que em 2014, mesmo diante de uma inflação de cerca de 6%, a tarifa aumentou R$ 0,30 (11,11%), passando a R$ 3,00. Neste ano, apesar da inflação estar próxima aos 10%, o aumento foi de R$ 0,25, que corresponde a 8,83%. A prefeitura afirma que Alcides Bernal fez o possível para que o aumento fosse o mínimo necessário, determinando à Agência de Regulação que refizesse os cálculos e encontrasse um meio termo entre os valores solicitados e a tarifa atual. Contrapartida – O prefeito solicitou como contrapartida do consórcio que atende ao transporte coletivo urbano, o Guaicurus, melhorias nos pontos de ônibus e veículos, que será atendida já nas próximas semanas. “Nosso compromisso é com o usuário, porém temos ciência de que aconteceram muitos aumentos de preços nos últimos meses, e, além disso, desfizeram todo o trabalho que iniciamos em 2013 no sentido de criar um fundo para diminuir a tarifa, por isso não tivemos opção a não ser a de decretar este novo valor. Mas reafirmamos o nosso compromisso e já determinei à Agência que reinicie os estudos para a criação do fundo de forma a diminuir o valor das tarifas, sem alterar os benefícios aos usuários”, reforçou o prefeito, segundo a nota da prefeitura. Datas especiais – As datas especiais, nas quais será cobrado o valor de R$ 1,30,são Dia do Trabalho, Dia das Mães, Dia dos Pais, Aniversário de Campo Grande e Finados Natal Ano Novo.
(Com informações da assessoria de imprensa da prefeitura de Campo Grande)

Confira também

Campo Grande segue com imunização de primeira dose em pessoas com mais de 34 anos

O sábado começa com a vacinação de pessoas com 34 anos ou mais em Campo …