Morte de narcotraficante é investigada pela PF e Depen

Jair Ardella foi encontrado enforcado dentro de cela no Presídio Federal, na Capital
A Polícia Federal e o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) investigam a morte do narcotraficante peruano Jair Ardella Michhue, 40 anos, conhecido como Javier, dentro do Presídio Federal de Campo Grande. A PF aguarda os laudos que estão sendo preparados pelo IMOL da Capital e o Depen informou ter instaurado procedimento administrativo para apuração do fato. Javier foi encontrado morto na manhã de domingo, 8 de novembro. Em nota, o Depen informa que foi achado enforcado com itens de seu enxoval na cela onde estava recluso. O fato foi constatado por agentes penitenciários federais que efetuavam a entrega da refeição. O corpo foi levado para o IMOL aonde permanecia até a tarde desta segunda-feira. Na PF, a informação é que os investigadores aguardam os laudos. Segundo policiais, todos os indícios apontam que Javier teria cometido suicídio. Ainda de acordo com o Depen, comunicações foram enviadas para o Consulado Geral do Peru competente, e ao Juiz Corregedor da Execução Penal Federal, Ministério Público Federal e Defensoria Pública da União que era responsável pela defesa do preso. Javier está preso desde 2011, porém, era procurado desde 2007. Além de tráfico de drogas, ele também era acusado de traficar armas e matar ao menos 10 pessoas só no Brasil.
Fonte: Diariodigital

Confira também

Motorista é preso com cocaína avaliada em R$ 14 milhões escondida em tanque

Foi preso em flagrante nesta terça-feira (21), na BR-163 em Eldorado a 440 quilômetros de …