Companhia aérea é condenada por atraso de voo

O Juizado Especial Cível de Brasília julgou procedentes os pedidos de uma passageira para condenar a Gol a pagar indenização, a título de reparação por danos morais.

De acordo com Átila Alexandre Nunes, coordenador do serviço em defesa do consumidor. com . br, a passageira adquiriu duas passagens aéreas de Brasília a Campo Grande, com conexão em São Paulo, pelo preço de R$ 786,30. No entanto, a Gol atrasou o voo de ida e, em decorrência disso, perdeu o voo de conexão. A passageira deveria chegar a Campo Grande às 13h35, mas por culpa exclusiva da Gol somente chegou à meia noite. Em resposta, companhia aérea alegou ausência de culpa pelo ocorrido e requereu a improcedência dos pedidos.

“Apesar da empresa sustentar que o atraso se deu por condições meteorológicos  e de segurança, não há nos autos prova suficiente neste sentido, razão pela qual há que se reconhecer o dever de indenização. No que diz respeito aos danos morais,  não resta dúvidas a violação aos direitos da personalidade, por agressão à integridade psicológica, o atraso de voo, sobretudo quando há um itinerário pré-agendado, tal como alegado na inicial”, afirmou o magistrado na sentença.

Confira também

Ministra Tereza Cristina está em Roma para evento sobre sistemas alimentares

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, está em Roma, Itália, para participar …