Assembleia vive momento intenso com três CPIs

Casa que já investiga Cimi e morte de índios vai apurar preços dos combustíveis
A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul terá em breve três CPIs em funcionamento na Casa de Leis, situação nunca vista até hoje. Atualmente, estão em andamento as CPIs do Cimi e das Mortes Indígenas e uma terceira já foi criada, a dos Combustíveis. Esta última, contudo, só deve ser colocada em prática no ano que vem, segundo a vontade de parlamentares, que preferem só iniciar os trabalhos efetivamente após o recesso de fim de ano. A primeira delas, a CPI do Cimi, investiga a suposta influência do órgão (ligado à Igreja Católica) nas ocupações de propriedades rurais no Estado. A CPI é presidida pela deputada estadual Mara Caseiro (PTdoB), tem como vice Marquinhos Trad (PMDB) e como relator, Paulo Corrêa (PR). Também participam como membros Pedro Kemp (PT) e Onevan de Matos (PSDB). Já a CPI das Mortes Indígenas vai apurar assassinatos de índios de 2000 a 2015. O presidente é o petista João Grandão. Porém, a vice é Mara Caseiro, presidente da CPI do Cimi, situação que gera polêmica entre os deputados estaduais. Porém, ela permanece na função. A relatora é Antonieta Amorim (PMDB). Os deputados Rinaldo Modesto (PSDB) e Paulo Corrêa (PR) — este também compõe a CPI do Cimi — completam o grupo como membros. A outra CPI que está por vir, a dos Combustíveis, vai apurar eventuais irregularidades nos preços praticados na distribuição e comercialização de combustível em Mato Grosso do Sul. Quem propôs a comissão foi o deputado José Carlos Barbosa, o Barbosinha (PSB). Ele conseguiu apoio de 21 dos 24 deputados para abertura da comissão. O próprio Barbosinha é cotado para a presidência da CPI. Outro nome já definido nos bastidores para atuar na comissão é o de Maurício Picarelli (PMDB). A vontade de Barbosinha é começar as atividades ainda neste ano, mas os seus colegas parlamentares consideram que o tempo é curto para iniciar as atividades que, de qualquer forma, se estenderiam para o ano de 2016.
Fonte: Diariodigital

Confira também

Johnys Basso solicita providencias urgente na execução do serviço de reparos na iluminação pública no Damacue

O vereador Johnys Hemory Denis Basso (DEM) apresentou indicação verbal na sessão ordinária dia (13) …