AMPLAVISÃO“combate à corrupção vai continuar!”

 

EM FRENTE!  Perguntado pelo colunista, o juiz federal Odilon foi categórico: a Polícia Federal, o Ministério Público Federal e a Justiça Federal  não se intimidarão e vão continuar com  suas ações no combate a corrupção, como o povo quer.

LEMBRO: Se o cargo de ministro da justiça é meramente de confiança, onde pesa a conveniência política da presidência da república, os cargos dos 3 órgãos citados são preenchidos só por concurso. Os aprovados não são reféns dos políticos.

O GOVERNO   tenta interferir no aprofundamento das investigações de escândalos ocorridos na administração.  Esse episódio do filho do Lula comprova isso. Ora! O juiz Sergio Moro não mandou inocentes pra cadeia.  Pelo contrário; só malandros!

LULA  Tenta salvar a lavoura mudando o foco do debate. Mas eu filho é gênio, tem a varinha mágica de ganhar dinheiro. Ele não fala mais da prisão de Zé Dirceu, do Vaccari e empresários amigos. E ele, tentará salvar seu conselheiro Bumlai?

A PROPÓSITO  A entrevista de Bumlai ao ‘Estadão’ foi um tiro no próprio pé. Seria o caso de contratar um assessor para orientá-lo? Dizem que ele não perde uma missa dominical lá perto da Av. Consolação (SP), onde mora. Rezar é preciso!

LUTO A morte do ex-prefeito Renato, de Bela Vista, mostra o outro lado da política. A atividade política é cruel; exige muito equilíbrio para suportar eventuais vicissitudes. É uma espécie de aviso para quem pretende ingressar neste ‘terreno perigoso’.

CAPITAL O pensamento político dos jovens é medido  nas ações de cidadania da FIEMS nos bairros. De cada 3 jovens cadastrados para cursos profissionalizantes nas escolas secundárias, só um comparece para tirar o seu título eleitoral.

OS POLÍTICOS  imaginavam colher os louros da aprovação da lei antecipando o voto aos maiores de 16 anos. Aliás, uma campanha institucional na TV  tenta reverter o quadro, mas  não deve mudar a postura indiferente do jovem. É pena.

GRAVE!  Essa desmotivação  é o reflexo direto do que é mostrado diariamente na mídia. O jovem nem gosta de discutir temas políticos, mas quando é convencido a fazê-lo, é extremamente irônico  ou ácido em suas colocações incontestáveis.

ABRACADABRA Uma filha da senadora Simone perguntou ao pai Eduardo: “o senhor vai voar no helicóptero da Dilma em Três Lagoas?” Diante da resposta positiva dele, ela retrucou: “Se eu fosse o senhor não iria; andam querendo derrubar o avião dela”.

FOGO AMIGO  Perguntei ao deputado Pedro Kemp – o que ele achava do Bumlai. Ele retrucou: “Que Bumlai! Não conheço nenhum Bumlai”. Depois que insisti, ele ironizou  alfinetando e encerrou o papo: “Ah! Lembrei – é o pai da Thais Helena”.

MEMÓRIA  Na primeira eleição, a vereadora petista; teria recebido ajuda financeira do empresário rural, muito chegado aos líderes do PT. Na época criticou-se  o estranho casamento da elite bovina com uma representante do ‘proletariado’.

DESCONFORTO   Na Assembleia, se não bastasse o noticiário da Lava Jato citando cabeças coroadas do PT, os depoimentos na CPI do CIMI tencionaram seus deputados. Na última quinta feira Pedro Kemp discutiu feio com colegas em plenário.

O DEPUTADO  não gostou do envolvimento do nome de sua cunhada, que seria hoje funcionária nomeada na Assembleia Legislativa, como uma das ativistas na confecção dos cartazes expostos no plenário durante audiência da CPI do CIMI.

MUSCULATURA  Não tem faltado ao deputado Paulo Correa.  Atento nas audiências da CPI, não deixou que desvirtuassem os trabalhos. Indignado na tribuna, acusou  o  PT de não se interessar pela solução da demanda  que só prejudica o Estado.

O DEPOIMENTO  do Delegado da Polícia Federal em audiência, foi a pá de cal na tese  petista da isenção do órgão da Igreja Católica. O depoimento do índio – funcionário  confesso do gabinete do deputado Zeca do PT, foi um festival de contradições.

DERRAPANDO Controvertido o manifesto de Dom Dimas, abordando a postura da Igreja Católica nesta demanda com os índios. Não se duvida do alto QI do arcebispo,  mas  ele também deveria aferir melhor a inteligência da opinião pública.

‘DINOSSAUROS’  O ex-prefeito Zé Elias (75) entende que ele, junto com Braz Melo, Humberto Teixeira e Valdenir Machado teriam cacife de 20 mil votos e poderiam em tese, decidir as próximas eleições.  Mas eles não estão bem nas últimas pesquisas.

NAS PESQUISAS  da Vale Consultoria ( 510 pessoas em 9 regiões nos dias 19 e 20, a administração municipal foi avaliada: 21 – ótima/boa; 24 – regular; ruim/péssima 39. Já a administração estadual mostrou: 34 – ótima/boa; 24 – regular; 17 – ruim péssima.

ESTIMULADA: 25 – Marçal Filho; 22 – Délia Razuk; 17 – Geraldo Resende; 16 – Tetila; 7 – Zé Teixeira;  3 – vereador M. Moura; 2 – Barbozinha e 0,35 Adão Parizoto (empresário). Também em Dourados a saúde lidera as reclamações com 43%.

ESPONTÂNEA:  15 – Marçal Filho; 12 – Délia Razuk; 12 – Geraldo Resende; 9 – Tetila;  2 – M. Moura; 2 – Barbozinha; 1 – Braz Melo; 1 – Zé Elias; 1 – dr. Jorge.  Em comparação com o desempenho deles na estimulada, sem grandes mudanças.

REJEIÇÃO  estimulada: 16 – Tetila; 13 – Zé Teixeira; 12 – Geraldo Resende; 11 – Marçal; 9 – Délia Razuk; 7 – Barbozinha; 4 – Adão Parizoto. Mas ao final pesarão as possíveis mudanças partidárias dentro do que permite a legislação eleitoral.

 

“O PT só pensa nisso. Lutar contra a corrupção e melhorar a vida do brasileiro” ( Lula)

Confira também

Precisa de ajuda? Grupos de apoio que reúnem voluntários salvam vidas em Campo Grande

Por vezes um sentimento represado que é posto para fora é o que separa a …