Empresários querem elevar teto do simples

Medida seria para compensar aumento de impostos para 2016
O aumentar o teto do Simples do Estado de R$ 2,52 milhões para R$ 3,60 milhões a partir de 2016 para estímular à produção e compensar perdas momentâneas de arrecadação, como já constatado em outros Estados será solicitada pelos representantes de entidades empresariais junto ao governador Reinaldo Azambuja. Os dirigentes da Fiems, Fecomércio, Famasul, Faems, FCDL, Amems e Sebrae/MS vão entregar. A possibilidade foi levantada pelo próprio governador em reunião com as lideranças empresariais como contrapartida pela manutenção do projeto de elevação de tributos estaduais. A classe empresarial considera fundamental a ampliação do sublimite de faturamento das empresas para o reconhecimento do ICMS no Simples, pois promoverá a inclusão de camada significativa das empresas. Ainda conforme os empresários, onde foram adotadas medidas semelhantes, impulsionando o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul e promovendo um diferencial às micro e pequenas empresas estaduais. O presidente da Fiems, Sérgio Longen, avaliou que a contrapartida sugerida pelo Governo do Estado seria um ganho para o setor produtivo. “A elevação do teto do Simples vai beneficiar mais de 60 mil empresas do Estado”, reforçou.
Fonte: Diariodigital

Confira também

Ocupação de leitos de UTI em MS cai para 23,4%

Com a vacinação avançando mais a cada dia, Mato Grosso do Sul começa a sentir …