Docentes da UFMS decidem pelo fim da greve e aulas devem voltar na próxima semana

Em assembleia realizada na tarde desta quarta-feira (30), os docentes da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) decidiram pelo encerramento da greve. O indicativo que coloca fim à greve será enviado ao Comando Nacional.

“Vamos enviar para o Comando Nacional o indicativo de encerramento da paralisação condicionado à paralisação do nacional, e caso o nacional opte por não encerrar vamos fazer uma nova assembleia para deliberar, mas é provável que na próxima semana já tenhamos aula”, explica Marco Aurélio, diretor financeiro da Adufms (Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

Marco Aurélio ainda informa que as negociações não avançaram e que a greve não teve o êxito esperado pela categoria. “Não avançamos em nossas pautas, só conseguimos que o reajuste concedido pelo governo fosse parcelado em dois anos e não em quatro”, fala.

Ainda segundo Marco Aurélio, na próxima semana deve ser definida uma data para a volta às aulas e um calendário acadêmico para os alunos, que já estão há mais de cem dias sem aulas. Esta é uma das greves mais longas da UFMS, que já completou 106 dias, mais longa que a greve deflagrada em 2012 que durou 90 dias.

A categoria reivindicava um reajuste de 27%, reestruturação nas carreiras com progressão funcional, mas o governo federal apresentou reajuste de 10,5% parcelado em dois anos, para agosto de 2016 e janeiro de 2017.

Confira também

Mato Grosso do Sul tem o maior número de internados de toda a pandemia

Mato Grosso do Sul registrou recorde no número de pessoas internadas em decorrência da Covid-19 …