Copa do Brasil: Palmeiras joga última chance de título em 2015 contra o Fluminense

O Palmeiras gastou pelo menos 37 milhões de reais em contratações para esta temporada e fez crescer em seus torcedores a expectativa por uma nova fase de glórias. Mas, para evitar que 2015 termine sem nenhum título, o time paulista terá uma dura missão nesta quarta-feira: superar a desconfiança das arquibancadas e vencer o Fluminense para avançar à decisão da Copa do Brasil. O time carioca venceu o jogo de ida, no Maracanã, por 2 a 1 e joga por um empate. A partida no Allianz Parque terá início às 22h (de Brasília), assim como a outra semifinal, entre Santos e São Paulo, na Vila Belmiro – a equipe do litoral tem enorme vantagem depois de ter vencido a ida por 3 a 1, no Morumbi.

A julgar apenas pelo resultado, a missão do Palmeiras não seria das mais complicadas, já que uma vitória por 1 a 0 o classifica (gols marcados fora de casa é o primeiro critério de desempate). No entanto, o time não vem jogando bem, o que aumentou a desconfiança da torcida sobre a equipe do técnico Marcelo Oliveira. Apesar de ter contratado 25 jogadores no ano, o Palmeiras vem sofrendo com o desfalque de jogadores do meio-campo, como Gabriel, Arouca e Robinho. O último, no entanto, se recuperou e voltará ao time após um mês. Marcelo Oliveira fechou o último treino e tem dúvidas se escalará Egídio ou Matheus Sales. Se optar pelo lateral-esquerdo, Zé Roberto ficará no meio. Caso o eleito seja o volante, Zé irá para o lado esquerdo.

O Fluminense também aguarda o retorno de um jogador fundamental: o artilheiro Fred, que deixou o jogo de ida com uma torção no tornozelo e no joelho. O titular do Brasil na última Copa do Mundo treinou e, apesar de não estar 100% (segundo o próprio treinador Eduardo Baptista), irá para o sacrifício. A única mudança em relação ao jogo do Maracanã será a entrada do volante Pierre, ex-Palmeiras, no lugar de Marcos Junior, para reforçar a marcação. A casa palmeirense mais uma vez estará cheia. Até esta terça-feira, foram vendidos pouco mais 37.000 ingressos. Neste ano, o time perdeu a decisão do Paulistão para o Santos nos pênaltis e faz campanha regular no Brasileirão: é o oitavo colocado, a dois pontos do G4, mas nem tem mais chances de ultrapassar o líder Corinthians, a seis rodadas do fim.

O atacante santista Gabriel toca na saída de Rogério Ceni para marcar na partida contra o São Paulo no estádio do Morumbi, em partida válida pela ida das semifinais da Copa do Brasil
Gabriel toca na saída de Rogério Ceni. Goleiro tem última chance de parar campeão(Fabio Rubinato/Agif/Folhapress)

 

San-São – O Santos chega ao jogo de volta contra o São Paulo em situação muito confortável: poder perder por até 2 a 0, pois venceu a ida por 3 a 1, na casa do adversário. O retrospecto também anima o time do litoral, já que o São Paulo não vence na Vila Belmiro por três gols de diferença desde 1957. Além disso, o time dirigido por Dorival Júnior vem de 11 vitórias consecutivas no Campeonato Brasileiro, uma delas diante do próprio São Paulo, por 3 a 0.

A improvável reação são-paulina representaria muito para o goleiro Rogério Ceni. O ídolo e capitão do time tem a última chance de ser campeão antes de se aposentar no fim do ano – além disso, o São Paulo jamais conquistou a Copa do Brasil. O técnico Doriva definiu a escalação em treino fechado nesta terça-feira no CT da Barra Funda. Sem o volante Thiago Mendes, suspenso, a saída será optar por Wesley ou Hudson. No Santos, Victor Ferraz continua fora por causa de uma lombalgia. Assim, Daniel Guedes está mantido na lateral direita e o time será o mesmo que conseguiu se impor na casa do adversário na semana passada, com destaque para Ricardo Oliveira e Lucas Lima.

 

 

 

Fonte: Veja.com

Confira também

Lutadores de MS buscam medalhas no Nacional de Equipes de Jiu-Jitsu Desportivo

Pelo sétimo ano consecutivo, Mato Grosso do Sul marcará presença em um evento da Confederação …