Senai entrega Selo Ambiental a mais 2 indústrias e número de beneficiadas sobe para 17

As indústrias sucroenergéticas Odebrecht Agroindustrial Unidade Costa Rica, de Costa Rica (MS), e Odebrecht Agroindustrial Unidade Eldorado, de Rio Brilhante (MS), receberam, neste sábado (26/09), no EcoSesi Observatório Socioambiental, em Bonito (MS), o Selo Verde do PSE (Programa Senai de Ecoeficiência), que representa a pontuação máxima, mais 5% no benefício fiscal concedido pelo Governo do Estado, e a boa condução das práticas ambientais.

Com essas duas entregas, sobe para 17 o número de indústrias que já receberam o Selo Ambiental do Senai – Odebrecht Agroindustrial Unidade Costa Rica, Odebrecht Agroindustrial Unidade Eldorado, Copasul Fiação de Algodão, Central Energética Vicentina, Alcoolvale SA Álcool e Açúcar, Bunge Alimentos, Metalfrio Solutions, Monteverde, Santa Luzia, Energética Santa Helena, Inflex, International Paper, Vetorial, Usina Sonora, Metap Repram, Semalo e Coca-Cola.

Para o diretor-técnico do Senai, Gilberto Schaedler, as ações do PSE estão cada vez mais em expansão, o que demonstra o interesse das indústrias em desenvolverem ações de boas práticas ambientais. “Assim estimulamos a criação de um ambiente favorável ao desenvolvimento sustentável, somando esforços com o setor produtivo para promover cada vez mais o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul de forma responsável e profissional, levando consciência ambiental ao negócio por meio da união de esforços e objetivos comuns”, declarou.

Ele também destacou que, por meio do Selo Ambiental, o Senai valida e reconhece o esforço da indústria sul-mato-grossense para ações que visam a preservação. O gerente do Senai Campo Grande, Marcos Costa, ressaltou que o número de indústrias já certificadas de diferentes segmentos demonstra cada vez mais a consolidação do PSE e o interesse das empresas em desenvolverem boas práticas ambientais. “O PSE é uma importante solução para as indústrias que querem melhorias nas práticas ambientais e a consequência do trabalho é a entrega do selo”, disse.

Para o gerente de saúde, segurança e meio Ambiente da Odebrecht Agroindustrial Unidade Eldorado, Thales Garcia, o selo é um importante reconhecimento. “Esse Selo do Senai comprova a filosofia da indústria que tem as pessoas e o meio ambiente como pilares e nos incentiva a melhorar cada vez mais as ações”, declarou. O gerente de pessoas, administração e finanças da unidade, Pedro Augusto da Costa, acrescentou que essa é a filosofia da empresa desde 1944. “Naquele momento já havia grande preocupação com o tema. Agora que recebemos este reconhecimento vamos buscar cada vez mais melhorias e bias práticas”, garantiu.

O gerente de segurança, saúde e meio Ambiente da Odebrecht Agroindustrial Unidade Costa Rica, Fábio Ferrari, também salientou a satisfação em ter o trabalho da indústria reconhecido. “O Selo do Senai reconhece o esforço feito ao que desenvolvem trabalhos que visam a sustentabilidade em Mato Grosso do Sul. Tem um retorno econômico importante, mas o principal foco é esse incentivo as boas práticas”, pontuou.

Confira também

Temporada de pesca começa com alto índice de conscientização ambiental

A temporada de pesca esportiva e profissional nos rios das bacias do Paraná e Paraguai …