Prefeitura deposita dinheiro para pagar recolhedores de lixo

prefeitura de Campo Grande depositou em juízo nesta quinta-feira, 17 de setembro, R$ 1.568.800,00, destinado única e exclusivamente ao pagamento dos salários dos funcionários da Solurb, empresa responsável pela coleta de lixo na Capital. O recolhedores da Solurb estão em greve desde o dia 9 de setembro devido ao não recebimento dos salários de agosto. Em nota, a prefeitura informa que esta foi uma medida enérgica para a solução imediata da questão da coleta de lixo.  Outra medida é a informação, por meio da procuradoria jurídica, ao juiz da 2ª Vara de Fazenda Pública de que a liminar (determinando o retorno da coleta de lixo) não está sendo cumprida e também o pedido de prisão dos responsáveis pela Solurb, por colocarem a cidade em risco de epidemia (art. 267 do código penal), por desobediência e crimes contra a organização do trabalho, pela paralisação de serviço de interesse coletivo e por incitação à desobediência. Também será informado o estado de flagrância para o Ministério Público, Justiça Estadual e Trabalhista, Ministério Público Federal e Polícia Federal, contra os dirigentes da Solurb e presidente do sindicato por exporem em risco a condição sanitária da população de Campo Grande. O presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Asseio e Conservação (STEAC) Wilson Gomes da Costa disse que ainda não foi informado oficialmente sobre a decisão da prefeitura, mas ficou satisfeito com a atitude do prefeito. “Deus tocou o coração dele”, considerou. O sindicalista espera ainda resposta da empresa sobre o fornecimento de cesta básica, que é entregue todo o dia 15 para os trabalhadores, mas até agora não saiu.

 

 

Fonte: Diariodigital

Confira também

‘Não existe carne de segunda’, afirma especialista que virá para o Festival da Carne em MS

Especialista em carne, Marcelo Bolinha garante: “Em boi de primeira, não existe carne de segunda”. …