Prefeitos se reúnem para organizar revezamento da tocha olímpica em MS

Encontro preparatório irá contar com representantes do governo federal, estadual e das prefeituras sul mato-grossenses que receberão a tocha em 2016

O governo federal, em parceria com o governo do estado de Mato Grosso do Sul, irá realizar a próxima etapa preparatória para organizar o revezamento da tocha olímpica em 2016 no estado. Desta vez, o encontro será realizado em Campo Grande, na sexta-feira (25).

As reuniões preparatórias, que estão sendo realizadas em todos os estados, são coordenadas pela Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República (SRI/PR), através da Subchefia de Assuntos Federativos (SAF) e os ministérios do Esporte, Turismo, Cultura, Justiça, Defesa e Secretaria-Geral.

O objetivo das reuniões é firmar a parceria entre os governos federal, estadual e municipal para definir atribuições no que se refere ao planejamento, segurança e divulgação da Olimpíada.

Cerca de 300 cidades pelo Brasil irão receber o revezamento da tocha olímpica. Esse revezamento será uma grande festividade e uma oportunidade de divulgar a imagem do país para o mundo, com toda sua diversidade cultural, patrimônios históricos e belezas naturais.

Para o encontro estadual, em Campo Grande, estão confirmadas as presenças do ministro do Esporte, George Hilton, do subchefe de Assuntos Federativos da SRI/PR, Olavo Noleto, do governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, e o general Marco Aurélio Vieira, representando o Comitê Rio 2016, além dos prefeitos das cidades pré-selecionadas para o revezamento da Tocha Olímpica: Campo Grande, Bataguassu, Dourados, Itaporã, Ivinhema, Maracaju, Nova Andradina, Rio Brilhante e Sidrolândia.

ATLETAS NO EVENTO

Uma comitiva de atletas que representam o Estado também irá prestigiar o evento em Campo Grande na sexta-feira. (Confira as biografias abaixo): Yelisin Jacques (medalha de ouro nos Jogos Parapan-Americanos 2015 de Toronto – atletismo paraolímpico – 5.000 m rasos); Layana Colman (primeira medalha de ouro do Brasil nos Jogos Olímpicos da Juventude de Nanquim (China) em 2014 – categoria judô); Michele Ferreira (medalha de ouro nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto em 2015 na categoria judô paraolímpico); Marcos Ferreira (medalha de ouro nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto 2015 na categoria futebol de 7 paraolímpico) e Rafael Moreira (judô de cegos).

Durante o encontro, o ministro do Esporte, George Hilton, entregará um certificado para o atleta do judô de cegos de Campo Grande, Rafael Renato Gazoni Moreira. O judoca homenageado está na Bolsa Atleta desde o início do programa, em 2005. (Mais informações sobre o programa, abaixo)
SERVIÇO

Reunião de Trabalho – Revezamento da Tocha Olímpica em Mato Grosso do Sul
Data: 25 de setembro (sexta-feira) às 9h (horário local)
Local: Av. do Poeta – Parque dos Poderes – Governadoria

Informações:
Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República – SRI/PR
Ascom: (61) 3411-1996 / 9613 0016 (Fabiana Vieira)
SUPORTE PARA A IMPRENSA LOCAL
Acompanhe a atuação dos ministérios envolvidos e os principais investimentos para as Olimpíadas no estado de Mato Grosso do Sul:
MINISTÉRIO DO ESPORTE

CENTROS DE INICIAÇÃO AO ESPORTE
• Mato Grosso do Sul terá um CIE (modelo III, com ginásio reversível e pista de atletismo), em Corumbá.
• Investimento: R$ 3,6 milhões

PISTA OFICIAL DE ATLETISMO

• Ministério firmou parceria com a prefeitura de Campo Grande para reforma da pista de atletismo do Parque Ayrton Senna.
• Investimento é de R$ 6,1 milhões, sendo R$ 3,5 milhões do Ministério.
• Ministro assinou em março de 2015, ordem de serviço para início das obras que registraram, em agosto, 1,31% de execução.

EQUIPAMENTOS PARA MODALIDADES

• Judô – A Federação de Judô do Mato Grosso do Sul, em Campo Grande, recebeu 329 placas de tatames, 3 Kits de placares e equipamentos do sistema de videomonitoramento (vídeo replay). Equipagem é resultado de dois convênios do Ministério do Esporte com a Confederação Brasileira de Judô no valor total de R$ 6,4 milhões.
• Tiro com Arco – A Federação de Tiro com Arco do Mato Grosso do Sul, em Campo Grande, recebeu arcos para escola e de competição, mira para escola e para competição, flechas, descanso e suporte para flechas, entre outros. Ação é resultado de convênio do Ministério com a Confederação Brasileira de Tiro com Arco no valor total de R$ 1,1 milhão.
• Taekwondo – A Federação de Taekwondo do Mato Grosso do Sul recebeu tatames, coletes eletrônicos, telões e câmeras. Equipagem é resultado de convênio federal no valor global de R$ 3 milhões com a Confederação Brasileira de Taekwondo.
• Lutas Associadas – A Federação de Lutas Associadas de Mato Grosso do Sul recebeu tapetes oficiais, um boneco, um osso e uma bolsa búlgara. A equipagem é resultado de convênio com a Confederação Brasileira de Lutas Associadas no valor global de R$ 2,8 milhões.
• Maratonas Aquáticas – A Federação de Desportos Aquáticos de Mato Grosso do Sul recebeu boias náuticas, GPS, rádios talk-about para a prova d’água, cronômetros com impressoras, termômetro digital infravermelho, câmeras filmadoras, entre outros equipamentos. Ação é resultado de convênio firmado com a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos no valor total de R$ 1,1 milhão.

BOLSA ATLETA > Investimento anual em atletas do estado: R$ 1,6 milhão
• 121 atletas de modalidades olímpicas/paralímpicas do estado (nascidos ou domiciliados) são contemplados em 2015.
• 59 atletas nasceram em Campo Grande (investimento: R$ 720,9 mil).

BOLSA PÓDIO > Investimento anual em atletas do estado: R$ 852 mil
 Leonardo de Deus – Natação (Campo Grande) – Conquistou no Pan de Toronto o bicampeonato dos 200 metros Borboleta. Também na competição ganhou duas medalhas de bronze.
 Michele Ferreira – Judô Paralímpico (Campo Grande) – Ouro na categoria -52kg no Parapan de Toronto
 Rafael Carlos da Silva – Judô (Campo Grande)
 Silvania Costa de Oliveira – Atletismo Paralímpico (Três Lagoas) – Ouro no Salto em Distância T11/12 no Parapan de Toronto
 Talita Antunes da Rocha – Vôlei de Praia – (Aquidauana)
 Yeltsin F. Ortega Jacques – Atletismo Paralímpico – (Campo Grande) – Duas medalhas de ouro (1500m T12 e 5000m T12) no Parapan de Toronto

CONVÊNIO COM FUNESP
• Em 2013, a pasta celebrou convênio com a Fundação Municipal de Esporte (FUNESP) de Campo Grande, no valor de R$ 178,9 mil, para a implementação do projeto Esperança Olímpica (contratação de equipe multidisciplinar, compra de equipamentos e custeio de viagens para participação em campeonatos)
• O projeto beneficia 83 atletas de rendimento do judô, nas categorias que Sub 13, Sub 15, Sub 17, Sub 18, Sub, 20, Sub 21 e Sub 23.

Mais informações
Ascom Ministério do Esporte – (61) 3217-1875
Email: imprensa@esporte.gov.br
MINISTÉRIO DO TURISMO

Desde 2003, o Ministério do Turismo investiu mais de R$ 119 milhões em obras de infraestrutura turística no Mato Grosso do Sul.
Em 2014, quase 62 mil estrangeiros entraram no país pelo Mato Grosso do Sul, um crescimento de 49% em relação ao ano anterior.
Campo Grande foi destaque no Índice de Competitividade do Turismo Nacional 2014. A capital foi premiada por registrar a maior evolução no quesito Serviços e Equipamentos Turísticos.
Mais informações
Ascom Ministério do Turismo – (61) (61) 2023-7055
Email: imprensa@turismo.gov.br
EMBRATUR

O Brasil recebeu em 2014 mais de 6 milhões de turistas estrangeiros, um número recorde de visitantes. Destes, quase 62 mil turistas estrangeiros desembarcaram em Mato Grosso do Sul, contra 41.523 em 2013. Mato Grosso do Sul, que faz fronteira com o Paraguai e a Bolívia, foi o segundo estado que registrou o maior crescimento percentual no número de turistas estrangeiros de 2013 para 2014, de acordo com o Anuário Estatístico do Ministério do Turismo.

A maior parte dos estrangeiros que vieram ao País pelo Mato Grosso do Sul no ano passado é da América do Sul (58.000), que vieram motivados especialmente pela Copa do Mundo de 2014. O número é 50% maior que o registrado em 2013. O Paraguai foi o principal destino emissor, com 23.304 turistas – crescimento de 192% em relação a 2013.

O Mato Grosso do Sul está presente em diversas ações de promoção turística do Brasil, desenvolvidas pela Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo). Os grandes atrativos turísticos e a natureza exuberante foram algumas das características que impulsionaram Bonito (MS) e Pantanal (MS) a serem escolhidos como sede da Adventure Week 2016. O evento será realizado em abril do ano que vem pela Adventure Travel Trade Association (ATTA), com apoio do Instituto, da Fundação de Turismo do Mato Grosso do Sul (FUNDTUR), e da Associação Brasileira de Ecoturismo e Turismo de Aventura (ABETA).

Em agosto deste ano, representantes do estado participaram de mais uma importante ação de promoção e divulgação internacional promovido pela Embratur. Entre os dias 18 e 20, a equipe da Fundação de Turismo do MS e empresários do trade turístico estiveram no Paraguai e no Peru para mostrar os atrativos turísticos da região.

Com a proposta de diversificar os roteiros brasileiros oferecidos aos turistas latino-americanos, a Embratur, em parceria com a Linhas Aéreas Amaszonas, a FUNDTUR e a Embaixada do Brasil em La Paz, promoveram, em maio deste ano, um Famtour com operadores de turismo bolivianos em regiões do Mato Grosso do Sul, como Campo Grande, Bonito e Pantanal.

Em 2013, a cidade de Bonito recebeu o prêmio de melhor destino de turismo responsável do mundo. A premiação ocorreu em Londres, durante a World Travel Market (WTM), considerada uma das maiores feiras da indústria de turismo da Europa.
Mais informações
Ascom Embratur – (61) 2023-8555
Email: ascom@embratur.gov.br
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

Crack, É Possível Vencer
UF Total (2011 a 2014)
MS R$ 4.064.413,38
BRASIL R$ 279.260.322,77

Fronteiras
UF TOTAL (2011/14)
Mato Grosso do Sul 50.906.516,72
TOTAL 365.221.607,07

Sinesp
Região UF TOTAL (2011/2014)
Centro-Oeste Mato Grosso do Sul R$ 2.124.716,94
TOTAL R$ 73.295.812,77

Além dos investimentos acima, o Ministério da Justiça ainda presta apoio ao Estado em duas operações, através da Força Nacional: Operação Fronteira, de reforço às ações contra a criminalidade na faixa de fronteira do Brasil; e Operação Cone Sul de reforço ao policiamento preventivo e manutenção da paz em regiões de conflitos por disputa de terras.

Segurança para Grandes Eventos

Para garantir a segurança de uma operação tão complexa, a Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos do Ministério da Justiça – Sesge/MJ iniciou este mês uma série de reuniões com os governos estaduais e prefeituras das cidades por onde a tocha passará, seguindo uma agenda de visitas da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República (SRI/PR). Até outubro, será feita a difusão do conceito de operação, que foi concebido no âmbito da Comissão Estadual de Segurança Pública e Defesa Civil para os Jogos Rio 2016 (COESRIO2016), a fim de se fazer os ajustes necessários a cada unidade federativa.

A partir de novembro, serão elaborados os Planos Táticos Integrados de Segurança da Tocha, numa nova série de reuniões regionais que definirão as atribuições de cada uma das instituições envolvidas na operação, incluindo Força Nacional de Segurança Pública, que fará a segurança aproximada da tocha, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, polícias civis e militares dos estados, corpos de bombeiros, guardas municipais, além de órgãos de trânsito e do Comitê Organizador Rio 2016. Também participam das reuniões o Ministério da Defesa, por meio da Coordenação Geral de Defesa de Área (CGDA), e a Agência Brasileira de Inteligência (ABIN). A interlocução com os Estados é feita pela Subsecretaria de Assuntos Federativos da SRI/PR.

Mais informações
Ascom Ministério da Justiça – (61) 2025-2020
Email: cs.sesge@mj.gov.br

MINISTÉRIO DA CULTURA

O estado do Mato Grosso do Sul possui um convênio com o Ministério da Cultura para a Rede de Pontos de Cultura* com 2 Pontões de Cultura, 55 Pontos de Cultura e 1 Ponto de Cultura Indígena.

*Redes de Pontos de Cultura
As redes municipais e estaduais de Pontos de Cultura são formadas a partir de convênios efetuados entre a Secretaria de Cidadania e Diversidade Cultural do Ministério da Cultura e os Municípios, preferencialmente através das Secretarias ou Fundações municipais de Cultura. Parte dos recursos é proveniente do Ministério da Cultura. A outra parte é contrapartida do próprio orçamento municipal. Os convênios e os planos de trabalho das redes municipais são firmados e geridos através do Sistema de Convênios do Governo Federal (SICONV). Emendas parlamentares também podem ser destinadas a formação de redes municipais e estaduais.

Lei Rouanet

No ano de 2014, o estado do Mato Grosso do Sul captou R$ 1.621.075, 93 em incentivos fiscais para projetos culturais pela lei Rouanet, o que representa 0,12% do montante captado no pais no ano.

Mais informações
Ascom Ministério da Cultura – (61) 2024-2401
Email: julio.bittencourt@cultura.gov.br

MINISTÉRIO DA DEFESA

O ministério da Defesa também participará da reunião preparatória em Campo Grande. Um representante indicado pelo ministério será o elo entre as forças de segurança pública, o Ministério da Justiça, Abin, governo do estado para casos de emergência.

O ministério da Defesa atua como força de contingencia, ou seja, se houver falência das demais estruturas e órgãos de segurança pública com objetivo de proporcionar uma passagem da Tocha Olímpica pelo Mato Grosso do Sul.

O Ministério da Defesa acompanha o planejamento da segurança pública para tomar conhecimento das ações que serão desenvolvidas pelos órgãos de segurança.
Mais informações
Ascom Ministério da Defesa – (61) 3312-4070 / 4071 (Roberto)
Email: ascom@defesa.gov.br

Perfil dos atletas que participarão do encontro em Campo Grande:
YELTSIN JACQUES – ATLETISMO PARALÍMPICO

Yeltsin Jacques Ortega, 24 anos, nasceu em Campo Grande (MS) e começou a despontar no atletismo quando conquistou a medalha de ouro nos Jogos Parapan-Americanos Juvenis na Colômbia em 2009, na prova dos 5.000 mil metros. Em 2011, o atleta levou a medalha de prata nos 1.500 m e a de bronze nos 800 m no Mundial Paralímpico de Lyon, na França. Nos Jogos Parapan-Americanos de 2015, em Toronto, Yeltsin conquistou ouro nos 5.000 m rasos e 1500 m na classe T12. Recebe Bolsa Pódio do Governo Federal.
LAYANA COLMAN – JUDÔ

Layana Colman, 19 anos, é natural de Campo Grande (MS). A judoca brasileira ganhou medalha de bronze no Campeonato Mundial sub-18 de 2013, nos Estados Unidos. Em 2014, conquistou o primeiro ouro do Brasil nos Jogos Olímpicos da Juventude de Nanquim (China) em 2014 na categoria até 52kg, e medalha de prata na disputa por equipes mistas internacionais. Recebe Bolsa Atleta na categoria Olímpica.
MICHELE FERREIRA – JUDÔ PARALÍMPICO

Michele Ferreira, 30 anos, nasceu em Novo Mundo (MS) e começou a praticar judô aos 19 anos de idade. A atleta foi bronze nos Jogos Paralímpicos de Pequim 2008 e Londres 2012. No mesmo ano, foi prata no Campeonato Internacional da Alemanha. Conquistou ouro nos Jogos Parapan-Americanos Guadalajara 2011 e nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto em 2015. Recebe Bolsa Pódio do Governo Federal.
MARCOS FERREIRA – FUTEBOL DE 7 PARALÍMPICO

Marcos Ferreira, 37 anos, natural de Dourados (MS), fez parte da seleção brasileira que conquistou medalha de bronze no Mundial de Futebol de 7 na Inglaterra. Este ano, também foi convocado para os Jogos Parapan-Americanos de Toronto e levou a medalha de ouro. Recebe Bolsa Atleta Paralímpica.
RAFAEL MOREIRA – JUDÔ DE CEGOS

Rafael Renato Gazoni Moreira, 27 anos, nasceu no Paraná e mora em Campo Grande (MS) desde os quatro anos de idade. Ele vai receber do ministro George Hilton o certificado de reconhecimento esportivo pela participação na Bolsa Atleta desde 2005, ano de início do programa. Atualmente, recebe Bolsa na categoria Nacional.

Confira também

MS já tem 131 mil vacinados contra Covid-19

Em Mato Grosso do Sul, 131.498 pessoas já receberam a primeira dose de vacinas contra a Covid-19. …