Justiça manda Solurb recolher lixo hospitalar

Uma liminar concedida neste domingo, 13 de setembro, pelo juiz Maurício Petrauski em favor da prefeitura determina que Solurb e o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Asseio e Conservação de Mato Grosso do Sul (STEAC/MS) retomem em quatro horas a coleta de lixo hospitalar de Campo Grande. Em sua decisão, o magistrado considera que a coleta é um serviço essencial e que não pode ser descontinuado. Ele cita ainda que apesar da audiência marcada para esta segunda-feira, 14 de setembro, no Tribunal de Justiça, o tema mereceu ser apreciação imediata porque lixo hospitalar é altamente infectante. Conforme a assessoria de imprensa da prefeitura, a decisão vale para hospitais e unidades de saúde de Campo Grande. Logo que obtida a liminar,  o secretário de Saúde Pública Ivandro Fonseca e a procuradora do município, Samia Barbiere acompanharam o oficial de Justiça até sede da Solurb para notificá-la. Agora, o tempo está correndo para que a empresa cumpra a decisão. Na quarta-feira passada, 9 de setembro, os recolhedores da Solurb decidiram paralisar as atividades devido ao não pagamento de salário do mês de agosto. A Solurb alega não ter como pagar porque não recebeu da prefeitura. O município contesta e assegura não ter qualquer débito com a empresa. O caso será tratado em audiência no TJMS amanhã.

 

Fonte: Diariodigital

Confira também

‘Não existe carne de segunda’, afirma especialista que virá para o Festival da Carne em MS

Especialista em carne, Marcelo Bolinha garante: “Em boi de primeira, não existe carne de segunda”. …