Com FHC, Reinaldo Azambuja defende reformas e mais justiça social

Convidado para participar do 13º Congresso Brasil Competitivo, que este ano acontece com o tema ‘Brasil Competitivo – 2030: o Brasil que queremos’, o governador Reinaldo Azambuja cumpriu agenda nesta terça-feira em São Paulo (SP), e foi um dos debatedores do painel ‘A reforma do Estado Brasileiro como fomento ao desenvolvimento’, junto com os chefes dos Executivos dos Estados de Mato Grosso, Pedro Taques, e do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg.

“Precisamos repensar o Estado brasileiro e o modelo de federação, tratando os estados, guardando as particularidades, com igualdade. Essa reforma é essencial para construção de um país mais justo e que busca o desenvolvimento econômico, propiciando uma melhor qualidade de vida aos seus cidadãos”, afirmou Reinaldo Azambuja durante o evento.

O Congresso é organizado desde 2003 pelo MBC (Movimento Brasil Competitivo), grupo criado com a visão de contribuir para que o Brasil seja uma das 30 nações mais competitivas do mundo até 2030.

Durante o encontro, os participantes discutiram temas como investimentos públicos e privados para o desenvolvimento local nos governos estaduais, reforma do Estado e o Brasil pós-ajuste. Segundo os organizadores do Congresso, o objetivo é incentivar o debate e a apresentação de propostas para o enfretamento dos problemas diante do ajuste fiscal e das reformas necessárias.

Além dos governadores já citados, os ministros Armando Monteiro, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Aldo Rebelo, da Ciência, Tecnologia e Inovação, o presidente do Conselho Superior do Movimento Brasil Competitivo, Jorge Gerdau, o ex-ministro e conselheiro da BRF, Luiz Fernando Furlan, e o governador paulista, Geraldo Alckmin, também participaram do evento.

Em outro painel realizado no começo da tarde desta terça-feira, os governadores Camilo Santana (CE), Marconi Perillo (GO), Paulo Câmara (PE), o presidente da GE do Brasil, Gilberto Peralta, o presidente da Motorola Solutions, Paulo Cunha, discutiram o investimentos conjuntos dos setores público e privado em prol do desenvolvimento local.

Encontro

Mais cedo, também em São Paulo, o governador Reinaldo Azambuja se encontrou com o ex-presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, que garantiu ao colega sul-mato-grossense que estará em novembro na Capital do Estado para participar do lançamento do Rede Solidária, programa social que está sendo trabalhado pela atual gestão desde o início do ano e que ficará a cargo da Sedhast (Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho) , pasta comandada pela vice-governadora, Rose Modesto.

Confira também

Temporada de pesca começa com alto índice de conscientização ambiental

A temporada de pesca esportiva e profissional nos rios das bacias do Paraná e Paraguai …