“Casas rurais simbolizam o zelo que temos com o pequeno produtor”, afirma Murilo

Durante discurso na manhã desta terça-feira, dia 29, na entrega de 16 casas do PNHR (Programa Nacional de Habitação Rural), o prefeito Murilo ressaltou a importância que tem o pequeno produtor para a atual administração municipal. “Nós temos um profundo respeito pelo pequeno produtor, tanto que criamos a Semafes (Secretaria de Agricultura Familiar e Economia Solidária)”, destacou.

A solenidade aconteceu na casa destinada à produtora Alice Schwinger, no sítio Pérola, na Agrovila Formosa, distrito de Formosa, na região leste do município de Dourados. As casas têm 59,82 m², dois quatros, sala, cozinha, banheiro e duas varandas, tudo com pintura e piso cerâmico. Pela casa, os beneficiados vão pagar apenas 4 parcelas anuais de R$ 285.

“Vamos trabalhar para que mais famílias tenham uma casa nova no seu sítio”, disse Murilo. “A vida no campo é muito importante pra nós e por isso nos esforçamos para dar todo o apoio”, acrescentou. O prefeito lembrou que com a Semafes os produtores estão tendo todo o apoio no campo. A Prefeitura , inclusive, criou mais três feiras para que os produtores possam vender seus produtos.

Murilo destacou o trabalho da Associação de Produtores de Vila Formosa, primeiro com o presidente Juracy Gomes de Souza, o Tivi, e agora com o atual presidente Marco Aurélio Schwinger. Falou ainda do respaldo que o trabalho dos vereadores da zona rural Alberto Alves dos Santos, o Bebeto, Madson Valente e Silas Zanata dão à administração ao encaminhar as demandas.

Beneficiada com uma casa e falando em nome dos outros atendidos, Alice agradeceu a todos os parceiros envolvidos no projeto da construção das casas. “Sem essa ajuda a gente nunca conseguiria construir uma casa de qualidade assim nesse curto espaço de tempo”, afirmou. “Obrigada a todos”, disse. Marco Aurélio Schwinger agradeceu ao Prefeito Murilo em nome da associação pelo apoio dado às comunidades rurais. Agradeceu também o empenho de todos pelas casas.

As casas foram construídas com recursos do Governo Federal a fundo perdido, através da Caixa Econômica Federal. Aparecido Falconery, presidente da Coophaf (Cooperativa de Habitação Rural), lembrou das dificuldades para se construir casas rurais e agradeceu aos parceiros pela obra. A cooperativa é a entidade que organizou a construção das casas. Sem o apoio da Prefeitura ele disse que não há como tocar esse projeto. “Construir uma casa dessa com R$ 28.500 é um milagre. Esse é o resultado de um grande esforço”, disse.

O secretário da Semafes, Landimark Ferreira Rios, falou da dificuldade que a Prefeitura encontra para levar casas aos pequenos produtores. “A maioria está na informalidade. De 300 inscrições que fizemos conseguimos e com muito esforço enquadrar 100 no PNHR”, disse. Ele informou que outros 54 projetos de casas estão em processo inicial de documentação, em análise na Coophaf ou já em analise na Caixa para atender mais pequenos sitiantes. Outros 30 estão em projeto para atender produtores indígenas. “Fazemos um esforço muito grande para ajudar os produtores a obter a documentação necessária para ter direito à casa”, ressalta.

Para o vereador Bebeto, a luta pela habitação rural é antiga e finalmente o sonho está sendo realizado. Disse ainda que para o produtor ter a essa casa é uma grande oportunidade. Adriana Mansano, que representou o MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário) destacou que o PNHR representa um olhar do governo federal ao pequeno produtor.

O deputado estadual João Grandão falou em nome da Assembleia Legislativa. Elogiou o trabalho da Cophaf na organização dos projetos de habitação rural em MS, da Prefeitura e parceiros em Dourados e destacou o investimento do governo federal na habitação.

O gerente regional da Caixa, Paulo Cesar Nunes de Matos, parabenizou a Prefeitura pelo apoio ao PNHR. Ele destacou que com a parceria os projetos em rol dos pequenos produtores vão continuar.

Destacou ainda Dourados como grande parceiro da Caixa no desenvolvimento, lembrando que já são R$ 50 milhões aplicados pelo município através do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) e 5 mil casas pelo Minha Casa, Minha Vida, sendo número 1 no Estado. “Quando for lançado o Minha Casa Minha Vida III vamos fazer outro grande trabalho de parceria e temos certeza de que Dourados vai ser novamente campeão em projeto”, afirmou.

Confira também

Escolas de MS ficarão fechadas por um ano

O governo do Estado decidiu que o retorno das aulas na Rede Estadual de Ensino …