Prefeitura de Guia Lopes da Laguna aderiu a paralisação

O prefeito, Jácomo Dagostin (PMDB) que se encontra neste momento reunido com os prefeitos de MS, na sede da Assomasul em Campo Grande, autorizou a adesão da Prefeitura de Guia Lopes da Laguna a fechar as portas hoje(10), aderindo ao protesto contra a crise econômica vivenciada ultimamente no país.

“Nosso município assim como os demais estão passando por muitas dificuldade pela falta de repasse do governo Federal, e eu acho que é esta paralisação vem demonstrar a insatisfação de todos os prefeito, mais de 95% dos município aderiram a paralisação e esta é uma forma justa de reivindicar nosso direitos”, afirmou o prefeito Jácomo Dagostin.

Somente as prefeituras de Dourados e Corumbá não fecharam as portas nesta segunda-feira (10), quando várias prefeituras de Mato Grosso do Sul, incluindo Campo Grande, fecham as portas em protesto contra a falta de repasses do Governo Federal.
Os prefeitos alegam que o Governo Federal deveriam ter repassado R$ 30 milhões neste mês e apenas R$ 14 milhões chegaram aos cofres, impedindo a continuidade de obras agendadas pelas prefeituras.
Eles também reclamam do contingenciamento no Orçamento da União, que passou de R$ 69,9 bilhões para R$ 79,4bilhões. Os prefeitos acreditam que devam ficar sem receber cerca de R$ 140 milhões dos chamados restos a pagar, de 2013 e 2014.
Segundo a Assomasul, os repasse do Fundo de Participação dos Municípios reduziram 28% nos meses de junho e julho deste ano. Os prefeitos calculam um prejuízo de, aproximadamente, R$ 21 milhões de um mês para o outro.
Os prefeitos alegam inda que, no total, os municípios já perderam R$ 1,2 bilhão nos últimos quadros anos com esta redução do Fundo de Participação dos Municípios, motivada, principalmente, pela isenção do IPI.

Confira também

Oportunidade: Senai de Corumbá está com vagas abertas para cinco cursos técnicos presenciais e EAD

Quer começar o ano já dando aquela turbinada no currículo e buscando uma qualificação profissional? …