Polícia estoura desmanche que ‘desovava’ boa parte das motos roubadas na Capital

Peças de motos roubadas foram apreendidas

  • Duas motocicletas com motores roubados foram apreendidas (Foto: Tatiana Lemes)

Dois adolescentes de 16 anos e Moisés Gonçalves Pegonato, de 18 anos, foram flagrados pela Polícia Militar em esquema de desmanche de motos. Eles foram abordados na noite de segunda-feira (10), por volta das 22 horas, no Parque do Lageado, região sul de Campo Grande.

Uma equipe da PM (Polícia Militar), do Pelotão do Aero Rancho, fazia rondas na Rua Silvio Selingardi quando abordou o adolescente, de 16 anos, em uma motocicleta Honda Titan, preta, placa HSO-4257, de São Gabriel do Oeste (MS). Em verificação, foi constatado que o motor da motocicleta era roubado. Os policiais questionaram o adolescente e ele afirmou que tinha trocado uma Honda Titan 150 Mix pelo motor.

De acordo com o delegado Hoffmann D’avila Cândido e Sousa, da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga, o adolescente foi enganado e não tinha intenção de comprar um motor roubado. O suposto vendedor teria afirmado que possuía nota fiscal do motor da moto. O adolescente revelou que outro adolescente de 16 anos e o rapaz que vendeu o motor para ele faziam desmanche de motos na casa deles.

Os policiais pediram reforço e, com outra equipe, foram até a casa do adolescente, na Rua Laura Franco, onde encontraram várias peças de motocicleta. O jovem afirmou que quem levava as peças para ele era Moisés e apontou o endereço do rapaz. Os policiais foram até o local, na Rua Marlene Pereira de Jesus, onde encontraram várias peças de motocicleta, além de uma Winchester, calibre 38, e 6 munições.

Ainda na casa de Moisés foi encontrada a moto Honda CG Fan, preta, placa HSP-6621, de Campo Grande (MS), que também apresentava motor roubado. O rapaz foi preso em flagrante e, junto com os outros dois adolescentes envolvidos, foi levado para a Depac. Tanques de moto, bancos, carenagens, para-lamas, balanças, filtros de ar, a arma de fogo e as munições foram apreendidos.

O caso foi registrado pelo delegado Hoffman, como receptação, posse irregular de arma de fogo e associação criminosa. “A associação criminosa era bastante orquestrada de receptação e desmanche de veículos. O responsável foi retirado de circulação, minimizando os roubos na cidade”, afirma. Ainda de acordo com o delegado, outras investigações serão feitas pela Defurv (Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos).

Confira também

Conselheiros do TCE-MS são investigados por improbidade e enriquecimento ilícito

O MPMS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul), por meio da 31ª Promotoria …