Na Capital, agentes penitenciários interceptam drogas e celulares arremessados pela muralha da Máxima

Campo Grande (MS) – Agentes penitenciários do Estabelecimento Penal de Jair Ferreira de Carvalho (EPJFC), o Segurança Máxima da Capital, encontraram nesta segunda-feira (17), durante verificação de rotina, três celulares, um carregador e um fone de ouvido, além de quatro porções de maconha. Os materiais proibidos estavam próximos à linha de tiro do Pavilhão I e, provavelmente, foram arremessados pelo muro.

Na quinta-feira (13), os servidores penitenciários também recolheram cinco porções de maconha, tendo as mesmas características e estavam no mesmo local.

O trabalho de verificação de setores em que é possível que se lançamento de produtos de fora da unidade penal é uma ação rotineira dos agentes penitenciários, que, somada às revistas em visitantes, operações pente-fino e demais procedimentos de segurança são necessários para dificultar o uso de drogas, celulares entre outros materiais e equipamentos que não são permitidos em presídios.

Confira também

MS inicia amanhã distribuição de 49,5 mil doses

A SES (Secretaria Estadual de Saúde) inicia na manhã de sexta-feira (26) a distribuição de 49.548 doses da …