MP apura reembolso de gastos com saúde de deputados e família em MS

Investigação apura se reembolso afeta princípios da administração pública.
Assembleia informou que ainda não foi notificada do inquérito.

 informações da TV Morena

O reembolso de gastos com saúde de deputados estaduais de Mato Grosso do Sul e seus dependentes é alvo de investigação do Ministério Público Estadual  (MPE-MS).

Segundo pulicação do Diário Oficial do MS desta sexta-feira (21), um inquérito civil foi aberto para apurar se o pagamento de despesas médicas afeta os princípios da administração pública e se desrespeita as normas de direito público.

A Assembleia Legislativa informou que ainda não foi notificada que manterá a transparência e prestará todas as informações necessárias solicitadas pelo Ministério Público do Estado.

A assessoria de imprensa da Casa de Leis informou também que a Mesa Diretora reitera que todos os atos estão pautados pelo compromisso com a gestão transparente e a aplicação dos recursos públicos dentro dos limites legais.

Gastos médicos
No dia 10 de agosto, ato da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa autorizou o reembolso de gastos com saúde para deputados, mulheres, maridos e dependentes.

Segundo o primeiro secretário, deputado Zé Teixeira (DEM), cada parlamentar gasta em média R$ 50 mil por mês. Considerando os 24 deputados estaduais, a conta pode chegar a R$ 17 milhões por ano. Além disso, os deputados têm à disposição atendimento médico na própria Casa de Leis.

A investigação do MPE será feita pelo promotor de justiça Fernando Martins Zaupa, da 29ª Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e Social da Comarca de Campo Grande.

Confira também

Santa Casa libera troca de acompanhantes e visitas

A Santa Casa de Campo Grande informa que a troca de acompanhantes será liberada a …