Lava Jato: Petrobras recebe mais R$ 69 milhões desviados em esquema de propina

A Petrobras recebeu hoje (31) mais R$ 69 milhões decorrentes do esquema de propina descoberto pela Operação Lava Jato. A devolução ocorreu na sede da estatal, em uma cerimônia com a presença do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e do presidente da Petrobras, Aldemir Bendine.

Saiba Mais
Juiz autoriza devolução à Petrobras de R$ 157 milhões desviados por ex-gerente
Os recursos devolvidos equivalem a 80% de um total dos US$ 29 milhões (R$ 86,9 milhões) repatriados pelo Ministério Público Federal (MPF) da Suíça e que foram devolvidos pelo ex-gerente da estatal Pedro Barusco, em decorrência de acordo de delação premiada no âmbito das investigações em andamento.

Os 20% referentes ao total repatriado ficarão à disposição da Polícia Federal para possíveis indenizações que vierem a surgir após a ação condenatória. Os recursos repatriados dizem respeito a propinas recebidas por Barusco de 1999 a 2012, decorrentes de contratos com a empresa holandesa SBM, fornecedora de navios-plataforma.

Essa é a segunda devolução feita à Petrobras desde a deflagração da Operação Lavo Jato. Em 11 de maio, a estatal brasileira recebeu de volta R$ 157 milhões também relativos a desvios decorrentes de propina envolvendo novamente o ex-gerente da estatal Pedro Barusco.

O presidente da Petrobras informou que, durante a cerimônia, foi assinado outro contrato para devolução de recursos repatriados no âmbito da Lava Jato, mas não soube dizer o valor total. “[Os números] ainda estão sendo finalizados e são várias as ações ainda em fase de consolidação”, explicou Bendine.

“O que esses criminosos fizeram, além de barbaramente saquear os recursos da empresa, foi retirar da sociedade brasileira o seu orgulho. Com esse sinal, pretendemos reverter esse quadro e permitir que possamos de novo ter o orgulho, recuperar nosso orgulho”, completou Rodrigo Janot.

Confira também

Simone é a primeira mulher a concorrer à presidência do Senado

O MDB confirmou a candidatura da senadora Simone Tebet (MDB-MS) à presidência do Senado nesta terça-feira (12). A eleição …