Justiça também determina o afastamento do presidente da Câmara da Capital

Além de Gilmar Olarte (PP), a Justiça também determinou o afastamento, na manhã desta terça-feira (25), do vereador Mario Cesar Oliveira (PMDB) do cargo de presidente da Câmara Municipal de Campo Grande. Na operação de combate a corrupção, denominada Coffee Break, o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) deteve nove vereadores, três empresários e um ex-vereador.

O promotor Marcos Alex Vera, do Gaeco, notificou a procuradora municipal Edimé Moura Castro, do afastamento de Mario Cesar. Ela foi notificada porque o procurador jurídico do legislativo, Fernando Pineis, não estava na Câmara na manhã de hoje.

Nove vereadores foram detidos e levados para o Gaeco. O Campo Grande News apurou seis nomes: Mario Cesar (PMDB), Paulo Siufi (PMDB), Edil Albuquerque (PMDB), Airton Saraiva (DEM), Edson Shimabukuro (PTB) e Carlos Augusto Borges, o Carlão (PSB).

Na sede do legislativo, o promotor procura pelos vereadores Flávio Cesar, atual vice-presidente, Eduardo Romero e Otávio Trad, ambos do PTdoB.

 

 

Fonte: Campograndenews

Confira também

Pizzaria é autuada por funcionar com mais de 40% da capacidade em Campo Grande

Pizzaria localizada na Vila Célia, em Campo Grande, foi autuada na noite desta sexta-feira (8) …