João Grandão cobra Funai por ausência de índios em reunião no DF

O deputado João Grandão (PT) cobrou nesta quinta-feira (27/8) informações do presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), João Pedro Gonçalves da Costa, sobre os motivos que impediram a participação das lideranças indígenas de Mato Grosso do Sul na audiência prevista para ontem, em Brasília (DF), com o ministro da Justiça José Eduardo Cardozo.

“Foram feitas várias reuniões com as lideranças para discutir os nomes que iriam participar, feitas várias conversas com os coordenadores regionais da Funai nos municípios”, justificou João Grandão no requerimento ao presidente da Funai.

Na tribuna da Casa de Leis, o parlamentar afirmou que a reunião não ocorreu pois a Funai não viabilizou as passagens para que os representantes indígenas pudessem comparecer, conforme combinado previamente.

Considerando que a reunião de ontem, da mesma forma daquela realizada em julho em Brasília, contou apenas com representantes dos produtores rurais, o deputado solicitou uma nova audiência do ministro da Justiça com as lideranças indígenas para discutir os conflitos que afetam o Estado.

“A situação está insustentável. Quem me conhece sabe que defendo a demarcação das terras indígenas no nosso Estado, que possui a segunda maior comunidade de índios do Brasil, mas a ausência do Governo Federal nos deixa em uma posição de constrangimento. O índio precisa não apenas de terra e comida, precisa também de respeito, dignidade e carinho”, disse Grandão aos colegas parlamentares.

Confira também

Vereadores e empresários terão que devolver R$ 54 mil após farra de combustíveis

Descontrole de gastos com combustíveis na Câmara de Vereadores de Caarapó foi confirmado pelo MPMS (Ministério Público …