Garota de programa e mais 2 são presos por matar idoso de 81 anos

Vítima foi amordaçada e morta com cerca de 20 golpes de canivete em MS.
Presos confessam que plano era roubar idoso e só um confirma que matou.

Gabriela Pavão

Garota de programa confessou que ajudou em roubo, mas negou morte .

Uma garota de programa de 37 anos, um homem de 49 anos e um rapaz de 19 estão presos por latrocínio contra um idoso de 81 anos, encontrado pela filha amordaçado e morto no dia 5 de agosto, na própria casa, no bairro Caiçara, em Campo Grande. Os três confessam que o plano era roubar dinheiro da vítima, mas só um deles confirma que matou.

O idoso estava em casa, que fica no mesmo terreno onde mora uma das filhas, quando dois homens pularam o muro e invadiram o imóvel. Segundo o delegado Carlos Delano, da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos (Derf), existem marcas de pés no muro e a vítima foi atingida por mais de 20 golpes de canivete.

“A vítima estava no quarto quando foi surpreendida pelos autores. Ela, então, reagiu, de posse de um canivete que sempre leva junto, e acabou rendido no quarto”, explicou a autoridade policial.

Segundo a Polícia Civil, a mulher, Edneia Paula de Almeida, conheceu a vítima em um prostíbulo e passou a frequentar a casa da vítima há 20 dias. Ela disse  que sabia que o idoso guardava dinheiro em casa e falou para André Vilela Leal, motorista autônomo, mas nega ter participado da morte.

“Só falei que tinha dinheiro dentro da casa. Depois fui embora e não vi mais nada, nem sei o que aconteceu na casa. Não era pra matar, era só pra pegar o dinheiro (sic)”, disse.

Leal confirma que recebeu a informação de Edneia e diz que chamou Genesis Lucas Godoy Ribeiro, de 19 anos, para ajudar no roubo. “Estou envolvido sim, não nego, mas só passei a informação para o Dimenor [Genesis]. Eu nunca ia matar um senhor dessa idade, nem precisa disso, é só segurar, eu tenho mãe e avô, sei a dor que deve ser”, justificou. Ele disse ainda que tem provas de que estava trabalhando no momento do crime.

Genesis Lucas desmente Leal e diz que os dois invadiram a casa juntos e deram golpes de canivete na vítima. “Ele [Leal] está mentindo. Eu busquei ele e a gente foi junto na casa do idoso, agora vem falar que não estava junto. Está mentindo, só bateu o cartão na empresa para tentar enganar, mas nem trabalhou esse dia”, rebateu.

O rapaz ainda disse que depois de entrarem na casa e não encontrarem o dinheiro, ele e Leal pensaram que Edneia já tinha roubado a quantia, por isso, o comparsa quis matar a mulher. “Não achamos dinheiro na casa, então ele achou que ela tinha roubado primeiro e queria matar ela”, explicou.

Os dois fugiram levando um pote de moedas e o canivete do idoso. Os três têm ficha criminal e foram presos na sexta-feira (14). Dois deles foram encontrados em cidades do interior e o terceiro, Leal, estava cumprindo pena no regime semiaberto, e se entregou na Casa de Albergado, dias depois de fugir para Dourados.

Os três serão indiciados por latrocínio. O canivete usado para matar o idoso não foi encontrado.

Canivete roubado do idoso foi encontrado com os suspeitos

Confira também

Membros do PCC são presos com cocaína enterrada em casa em cidade do interior

Dois criminosos, membros da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) foram presos por policiais da delegacia …