Enfermeiros em MS reclamam de desconto no salário dos dias de greve

 

Profissionais foram surpreendidos com holerite referente ao mês de julho.
Correção deve ser feita por meio de folha suplementar até próxima semana.

Profissionais de enfermagem de Campo Grande ficaram surpresos com o holerite referente ao mês de julho. Por causa da greve, foram descontados os dias parados. Ao todo, a categoria ficou 18 dias com atendimento parcial da população.

Segundo a Secretariam Municipal de Saúde (Sesau), o desconto foi causado por uma falha de processamento da folha de pagamento de alguns profissionais de enfermagem. A correção deve ser feita por meio de uma folha suplementar. A previsão é que seja paga a diferença até a próxima semana.

A reivindicação da categoria era o piso salarial para início de carreira de R$ 3,7 mil para enfermeiros com jornada de 40 horas semanais e R$ 2,1 mil para técnicos e auxiliares. A prefeitura argumenta que não tem condições financeiras de conceder o reajuste.

A categoria encerrou a greve depois de 18 dias depois de acordo com homologação do Tribunal de Justiça (TJ-MS). Na audiência de conciliação, ficou decidido que os profissionais não seriam punidos administrativamente. Mas, os servidores que não trabalharam terão o ponto cortado. A prefeitura e os profissionais devem voltar a discutir aumento salarial em outubro.

Confira também

Vídeo de araras ‘conversando’ encanta campo-grandenses e viraliza nas redes

Um vídeo de um casal de araras-canindé grasnando em um tronco de árvore em Bodoquena …