Em greve há 46 dias, servidores do INSS esperam contraproposta em MS

Categoria espera receber contraproposta até quarta-feira (26).
Termos serão analisados em assembleia, em Campo Grande.

Greve no INSS dura 46 dias em Mato Grosso do Sul

Os servidores do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), em Mato Grosso do Sul, esperam receber até quarta-feira (26) a contraproposta do governo federal. O documento era aguardado nessa segunda-feira (24), mas não foi entregue.

Caso seja recebido dentro do novo prazo, a categoria planeja avaliar os termos na quinta-feira (27) em assembleia a ser realizada emCampo Grande.  A greve completa 46 dias nesta terça-feira (25).

De acordo com a comissão de greve, 90% das agências do INSS estão paralisadas em Mato Grosso do Sul. Apenas alguns serviços, como perícia médica, funcionam normalmente, desde que o atendimento seja agendado previamente pela internet ou pelo telefone 135.

Após análise da contraproposta, o Comando Nacional da Greve deve comunicar o governo federal da decisão. Caso não haja acordo, representantes de cada estado onde há greve devem ir a Brasília para discutir novas ações.

Mato Grosso do Sul possui 37 agências do INSS e 1,5 mil pessoas estão sem atendimento por dia. Em Campo Grande, duas agências estão fechadas parcialmente, segundo a comissão de greve.

Greve
A greve teve início no dia 9 de julho. Os sevidores pedem aumento salarial de 27%. No entanto o Ministério do Planejamento ofereceu 21% em parcelas para os próximos anos. Entre as reivindicações, os servidores pedem ainda a realização de concurso público para aumentar o quadro de funcionários, incorporação da gratificação e o fim do horário estendido.

Confira também

Paulo Corrêa visita o Butantan e solicita a Doria doses extras da Coronavac a MS

Reafirmando o compromisso de atuar incansavelmente pela imunização de toda população, o presidente da Assembleia …