Bombeiro leva cinco tiros durante atendimento de ocorrência em escola

Policiais civis do Garras (Grupo Armado de Resgate e Repressão a Assaltos e Sequestros) estão em Paranaíba para procurar o suspeito de atirar no soldado do Corpo de Bombeiros Fabrício de Lima Teixeira, de 26 anos. Foram enviados um delegado e três investigadores.
O militar foi atingido por cinco tiros na tarde desta segunda-feira (17) durante atendimento em escola municipal e está internado em estado grave na Santa Casa local. Os médicos estariam tentando imobilizar Fabrício para transferi-lo para Campo Grande.
De acordo com a Polícia Civil, o crime aconteceu por volta das 15h30, quando Fabrício realizava atendimento em uma das escolas municipais da cidade. No momento em que ele colocava o socorrido na viatura, um homem, que conduzia uma Honda Biz, cor de rosa, atirou seis vezes contra o militar. Os disparos foram feitos com um revólver calibre 38.
Um dos tiros atingiu a porta da UR (Unidade de Resgate). Os outros cinco feriram o soldado nos dois braços, na região pélvica, na cervical e na cabeça, local onde a bala ficou alojada.
A Delegacia de Polícia Civil da cidade investiga o caso e procura o suspeito, que já foi identificado. Fabrício faz parte da segunda turma de militares aprovados em 2010 e segundo companheiros, costuma participar de competições de natação.

Confira também

Vacinas chegam em MS à tarde e campanha pode começar nesta segunda-feira

O Ministério da Saúde prevê que Mato Grosso do Sul e 25 unidades da Federação recebam suas …