Banco do Brasil anuncia medidas de apoio ao setor automotivo

O presidente do Banco do Brasil, Alexandre Abreu, anunciou, nesta quarta-feira (19), em São Paulo, medidas de apoio ao setor automotivo. Abreu assinou um protocolo de intenções com representantes da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) e do Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças) para apoiar as cadeias produtivas do setor e de máquinas agrícolas. Pelo acordo, o banco vai liberar R$ 3,1 bilhões para fornecedores de 26 empresas até o final de 2015.

“O Banco do Brasil se posiciona estrategicamente para melhorar a liquidez das empresas”, afirmou Alexandre Abreu, após o anúncio. Segundo o presidente do banco, as medidas irão auxiliar as empresas a atravessar o “momento desafiador” pelo qual passa o País. De acordo com Abreu, o banco vai emprestar os recursos com juros de mercado, “mas que serão menores por conta do efeito de atuação junto às cadeias produtivas do setor automotivo”.

O protocolo de intenções irá auxiliar as empresas na manutenção de empregos e reduzir a inadimplência. Por meio de convênios específicos, o Banco do Brasil vai antecipar os valores aos fornecedores das empresas para toda a programação de encomendas. As medidas irão capitalizar os fornecedores, afastanto a contratação de linhas de crédito com juros mais altos.

As condições permitem a montadoras e fabricantes de autopeças negociar prazos mais vantajosos. Assim, mantém-se o funcionamento da cadeia de insumos do setor em cenário econômico adverso, evitando a substituição das compras nacionais por fornecedores estrangeiros.

Confira também

RJ passa a exigir comprovante de vacina

O Rio de Janeiro inicia hoje (15) a exigência de comprovação da vacina contra a …