Às vésperas da Caravana, secretário destaca que 90% da população tem saúde como prioridade

Campo Grande (MS) – A poucos dias da Caravana da Saúde que acontecerá em Nova Andradina em 30 de agosto, o secretário chefe da Casa Civil, Sergio de Paula, afirmou que mais de 90% da população aponta a saúde como prioridade em Mato Grosso do Sul. Durante entrevista para a Rádio Difusora, em Corumbá, na terça-feira (11), o secretário reafirmou que o compromisso do Governo é atender as necessidades dos sul-mato-grossenses.

Conforme Sergio, antes mesmo da campanha eleitoral , o projeto “Pensando Mato Grosso do Sul” revelou que 92% da população falavam da saúde como maior necessidade no Estado. “Não tem como iniciarmos um governo se não ‘atacarmos’ a saúde. É isso que as pessoas que nos pediram”, disse sobre a grande ação que já realizou mais de 100 mil procedimentos e mais de 7 mil cirurgias de catarata.

Sergio ainda relembrou, durante entrevista, exemplos que comoveram em Paranaíba – o último município a receber as carretas. “Vi uma mulher dizendo que aquilo não era Caravana da Saúde, mas caravana dos anjos. Ela operou as duas vistas e a cirurgia custaria R$ 7 mil e ela não faria porque não tem recurso”, afirmou o secretário.

A intenção da Caravana é acabar com uma fila histórica de cirurgias eletivas de várias especialidades. “Só de cataratas, em 2014, foram realizadas 1,5 mil cirurgias no Estado. Em 2015, já foram 7 mil cirurgias e todas sem problema algum”.

Além de levar atendimento e acabar com as filas, o governo consegue detectar nessas regiões o que existe de maior deficiência, avaliou o secretário. “A Caravana passa e a saúde fica”. Nova Andradina será a quinta região do Estado a receber as 13 carretas, os mais de 130 médicos e 350 voluntários.

Confira também

Com pandemia e home office, MPMS gastou R$ 1,4 milhão em diárias em 2020

Em ano de pandemia com adoção do regime de teletrabalho, o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) …