Senai vistoria salas de aula móveis do Ação Cidadania no Aero Rancho

O diretor-regional do Senai, Jesner Escandolhero, visitou, nesta terça-feira (30/06), o Aero Rancho I e Aero Rancho II, em Campo Grande (MS), onde estão instaladas salas de aula móveis do Programa Ação Cidadania, que leva cursos gratuitos de qualificação profissional aos bairros da cidade. Ele está percorrendo todas as regiões da Capital para conversar com os alunos e destacar a importância do trabalho que está sendo realizado, bem como verificar a infraestrutura.

“Vamos comparecer a todos os bairros em que estão instaladas as salas de aula de móveis. Esta é uma atenção que estamos dedicando aos nossos alunos e que também os estimula, pois podemos conversar mais e sabermos das expectativas deles, além de informarmos sobre o funcionamento do Ação Cidadania”, declarou Jesner Escandolhero.

Para o presidente da Associação dos Moradores do Bairro Aero Rancho I, José Alves Ferreira, a comunidade já se habitou à presença do Senai na região. “E com isso o perfil das famílias está mudando também, porque a pessoa vem, faz o curso e tem mais chances de conseguir um emprego melhor, muita gente consegue”, disse.

Esta também é a opinião do presidente da Associação de Moradores do Bairro Aero Rancho IV, Iris Pires. “Temos vários relatos de pessoas que aproveitaram a oportunidade, fizeram um dos cursos do Senai e conseguiram emprego. É mudança total na vida da pessoa, porque fica feliz por ter um salário todo mês”, disse.

Beneficiados

Alguns alunos que já fizeram cursos do Ação Cidadania buscam outros na mesma área. Esta é uma realidade recorrente e é o caso da enfermeira aposentada Arnalda de Almeida, 55 anos. Ela contou que mesmo morando no Tiradentes fez o curso Ligerie Moda Praia, no Bairro Dom Antônio, e agora está no Aero Rancho IV participando do curso de Modelista de Roupas. “Pensei em montar uma empresa, mas vi que preciso de mais conhecimento, por isso vim fazer o curso de modelista”, disse.

A dona de casa Eliza Tizuko Ozawa Massuda, 49 anos, também contou que já fez dois cursos, sendo costura industrial e corte industrial e agora faz o de modelista. “ Com certeza é grande a oportunidade de aprender algo novo e o certificado nos dá uma segurança a mais na hora de desempenhar o trabalho”, pontuou.

No Aero Rancho I, a dona de casa Francisca Aparecida Leandro, 46 anos, contou que faz faculdade de pedagogia e que todo o conhecimento é válido. “Acredito que posso usar esse conhecimento do curso em qualquer área”, disse ela, que faz o curso de assistente de controle de qualidade.
O jardineiro Maximiano Cordeiro da Conceição, 28 anos, disse que iniciou o curso pensando em atender melhor os clientes, mas já vislumbra outro caminho também. “Penso em trabalhar em indústria em breve”, afirmou.

Confira também

Antecipação do 13° salário aos servidores estaduais vai movimentar economia de MS

A antecipação do pagamento da segunda parcela do 13° salário aos servidores estaduais, no próximo …