Prefeitura de Bela Vista vai estruturar a Defesa Civil para evitar tragédias naturais

O prefeito de Bela Vista, Dr. Renato de Sousa Rosa (PSB) acompanhado do Secretário de Planejamento, João Carlos Velasquez, vereadores Marcelinho Calvano (PSD) e Reinaldo Pity (PSDB) estiveram reunidos na manhã de sexta-feira 24/7 no Paço Municipal com os geólogos Andrea Fregolente e Tiago Antonelli do Serviço Geológico do Brasil – CPRM. Eles entregaram ao prefeito dados coletados e produzidos durante visita técnica realizada no município de Bela Vista no dia 22 de julho de 2015.

Na pauta da reunião foi apresentado um relatório dos pontos críticos do município “Ação emergencial para delimitação de áreas em alto e muito alto a enchentes, inundações e movimentos de massa”. Foram sugeridas ações para a estruturação da Defesa Civil na cidade para que seja evitado tragédias naturais.

De acordo com informações da Defesa Civil do Mato Grosso do Sul, em 2013 cerca de 80 mil pessoas foram afetadas diretamente por temporais e vendavais, 873 pessoas ficaram desabrigadas, 4.599 ficaram desalojadas e 11 pessoas morreram vítimas de desastres, sendo duas vítimas da inundação em Bela Vista.

Já em 2014, foram 213.713 mil pessoas afetadas por temporais e vendavais, com 334 desabrigados, 861 desalojadas e 11 vítimas fatais, incluindo as vítimas do desastre de Porto Murtinho.

Hoje a Defesa Civil do MS conta com estrutura ativa em 44 municípios, veículos, salas administrativas e depósitos para atender a população.

Confira também

Chamar clientes ‘no grito’ vira febre no Centro e pode render até R$ 1 mil por semana em Campo Grande

Ao caminhar pelas ruas de Campo Grande, principalmente na região central da cidade, encontrar pessoas …