Para 85% dos empresários economia de MS não deve melhorar

Desânimo se estende também para os próximos meses apesar da aproximação do fim de ano

Para 95,2% dos empresários de Mato Grosso do Sul, em julho, as condições atuais da economia brasileira pioraram, enquanto no caso da economia estadual, na mesma comparação, a piora foi apontada por 85,3% dos participantes. É o que demonstra o Índice de Confiança do Empresário Industrial em Mato Grosso do Sul (ICEI/MS) segue nos mais baixos patamares da série histórica com julho de 2015 sendo o 12º mês consecutivo com o índice inferior aos 50 pontos. afirmou o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems Com relação à própria empresa, as condições atuais estão piores para 67,8% dos respondentes, enquanto para 29% elas não se alteraram. Para os próximos seis meses, 61,3% dos empresários mostraram-se pessimistas em relação à economia brasileira, enquanto no caso da economia estadual o pessimismo foi apontado por 50% dos participantes da pesquisa. Com relação ao desempenho da própria empresa, considerando os próximos seis meses, 30,7% dos respondentes mostraram-se pessimistas, patamar ainda próximo aos dos que acham que a situação permanecerá igual, que chegou a 38,7%. Na média, a intenção de investimento do empresário industrial de Mato Grosso do Sul segue sem apresentar melhora. “O industrial sul-mato-grossense mostra–se pouco confiante em relação aos investimentos para os próximos seis meses. Por fim, 64,5% dos respondentes disseram que não pretendem realizar investimentos nos próximos seis meses a partir de julho”.

 

Fonte: Diariodigital

Confira também

Ministério da Saúde libera R$ 17,9 milhões para MS

O Ministério da Saúde autorizou o repasse de R$ 17.952.000,00 a unidades de saúde de …