Amanco mostra fábrica a alunos do Senai de MS ganhadores de desafio

Os alunos do Senai de Mato Grosso do Sul, Erick Gonçalves Castro e Rosilene Lopes da Silva Peixoto, que conquistaram, respectivamente, o 1º e o 3º lugares do Desafio da Inovação da Amanco e Senai Nacional, visitaram, durante dois dias no mês passado, a fábrica da indústria em Joinville (SC), onde tiveram a oportunidade de conhecer a área de engenharia e produção como parte da premiação pela conquista.

Segundo a assessora de relacionamento com o mercado do Senai, Ilana Coutinho de Alencar, os desafios de inovação estimularam os alunos a criarem novos projetos com soluções para problemas cotidianos. “Além dos projetos escolhidos, os vencedores ainda tiveram a oportunidade de se aproximar mais da indústria e conhecer as novas tecnologias que estão sendo lançadas no mercado”, afirmou.

Impressões

Para Erick Gonçalves Castro, a visita à fábrica da Amanco em Joinville foi fantástica. “Com certeza foi uma experiência válida, pois ficamos por dentro de como funciona uma linha de produção de uma indústria de tubos e conexões. Infelizmente, por causa de segredos industriais, não foi possível conhecer o laboratório de química da Amanco, mas, o fato de conhecer uma indústria desse porte é inesquecível, ainda mais uma com 900 funcionários trabalhando e com alta tecnologia”, declarou.

Já Rosilene Lopes da Silva Peixoto destacou que acompanhar a fabricação de um produto do dia a dia é uma sensação diferente. “A gente dá mais valor à peça, mas, devido à política da empresa, não permitiram que fossem tiradas fotografias”, informou, revelando que, caso a Amanco resolva produzir os projetos desenvolvidos pelos vencedores do desafio, os inventores serão convidados para participar do processo. “Eles informaram que os projetos foram envidados para o México, onde fica a matriz da Amanco. Vamos aguardar”, finalizou.

O Desafio

No total, cinco alunos representaram o Senai de Mato Grosso do Sul: Rosilene Lopes da Silva (Campo Grande), Herisson Borgo Vila Nova Moreira (Corumbá), Erick Gonçalves Castro (Corumbá), Jean Carlos Nascimento Casanova (Corumbá) e Horácio H. Campelo (Três Lagoas). Na edição deste ano, o tema envolveu a falta de água e os participantes ofereceram soluções para a questão, como, por exemplo, opções para as pessoas se conscientizarem sobre o desperdício no banho.

A intenção foi fazer com que o consumo de água fosse menor por intermédio desse gerenciamento e, nesse ponto, o aluno Erick Gonçalves Castro, que faz o curso de química do Senai de Corumbá, desenvolveu uma caixa de água auxiliar acoplada ao chuveiro para controlar a saída do líquido durante um banho de cinco minutos. O projeto dele possui um mecanismo semelhante ao da descarga para controlar a saída de água, que é liberada em estágios, enquanto o da aluna Rosilene Lopes da Silva Peixoto, que trabalha como autônoma e fez o curso técnico em meio ambiente do Senai de Campo Grande, incluiu um mecanismo de captação da água da chuva como forma de redução do consumo em toda a casa.

Confira também

Santa Casa libera troca de acompanhantes e visitas

A Santa Casa de Campo Grande informa que a troca de acompanhantes será liberada a …