Parapan Toronto: Brasil busca manter primeiro lugar no quadro de medalhas

Em busca de manter o primeiro lugar no quadro de medalhas nos Jogos Parapan-Americanos, o Brasil levará para Toronto (Canadá) um número recorde de atletas. Serão 270 competidores, anunciados na convocação divulgada nesta segunda-feira, 1, pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). O Parapan vai de 7 a 15 de agosto.

Esta será a quinta edição dos Jogos Parapan-Americanos. Nas duas últimas, o Brasil ficou no topo do quadro de medalhas: em 2007, no Rio de Janeiro, e em 2011, em Guadalajara (México). Será também a maior competição paralímpica realizada no Canadá desde os Jogos Paralímpicos de 1976, que também foram disputados em Toronto.

Cerca de 1.600 atletas vindos de um número recorde de 28 países competirão em 15 modalidades, que serão qualificatórias para os Jogos Paralímpicos Rio-2016. Entre os 270 atletas brasileiros estão os dois goleiros do futebol de 5 (para cegos) – atletas sem deficiência, mas que competem como parte da equipe. Vale lembrar que, nesta conta, não foram incluídos uma atleta do tênis em cadeira de rodas e um ciclista. As duas vagas estão asseguradas, mas os nomes serão definidos nos próximos dias. Além disso, o CPB ainda está pleiteando mais uma vaga no tênis masculino, o que faria a delegação chegar a 273 atletas.

Mais uma vez o Brasil terá a maior delegação da competição. No grupo de convocados, 175 são homens e 95 mulheres. São Paulo, com 100 atletas; Rio de Janeiro, com 38; e Minas Gerais, com 21, são os três estados do país com mais representantes. As modalidades com mais brasileiros inscritos são atletismo (50) e natação (40).

Entre eles estará o nadador Daniel Dias, maior medalhista do esporte brasileiro, e que conquistou 11 medalhas de ouro no Parapan de Guadalajara, há quatro anos. “O Parapan é uma competição especial para mim. Tenho ótimas lembranças da minha primeira participação, quando competi diante do público brasileiro no Rio, em 2007. Quatro anos depois, tive a felicidade de deixar Guadalajara com 11 medalhas de ouro. Não vejo a hora de estar em Toronto”, disse.

Há também atletas que disputarão os Jogos Parapan-Americanos pela primeira vez, como a velocista Verônica Hipólito. Embora já tenha conquistado uma medalha de ouro e uma de prata em um Mundial, a jovem de 18 anos está entusiasmada para as provas na cidade canadense. “Eu estou bem animada, porque o atletismo do Brasil poderá mostrar sua força e, com certeza, é muito forte na América. Vamos fazer esta grande competição pré-Jogos Paralímpicos e eu acho que será bem animado. Todos vão querer dar o melhor, e eu não farei diferente. Quero entrar na pista para dar o meu melhor e ganhar”, afirmou.

Confira também

Vasco apresenta balanço financeiro e anuncia dívida superior a R$ 800 milhões

Em evento inédito no clube, o Vasco realizou uma coletiva – em forma on-line – …