“Este é o Centenário da Humanização”, diz prefeita de Três Lagoas durante lançamento do Instituto do Câncer

A prefeita Marcia Moura (PMDB) participou junto do vice-prefeito Luiz Akira (DEM) e governador Reinaldo Azambuja (PSDB) do lançamento da pedra fundamental da sede própria do Instituto do Câncer de Três Lagoas (ICTL), vinculado ao Hospital Nossa Senhora Auxiliadora (HNSA), na tarde deste domingo (14).

O médico Dr. José Marcio Figueiredo, durante suas considerações falou sobre a missão do Instituto que tem previsão de ser entregue no início de 2017, oferecendo atendimento ambulatorial, radioterapia, internações para quimioterapia infusional e transplante de medula óssea, disponibilizando ao todo 30 leitos.

“Poderemos atender de forma digna todos os pacientes do Bolsão Sul-mato-grossense. Com o ICTL nasce uma missão de fazer com que o Município seja referência em tratamento oncológico em todo estado de Mato Grosso do Sul, mantendo o alto padrão de excelência e o respeito pela vida e responsabilidade social”, declarou o Dr. José Márcio, que falou em nome da equipe médica do ICTL, formada por cinco doutores.

Atualmente, a equipe de oncologia trabalha numa área dentro do Hospital Auxiliadora, com dois consultórios. Só em 2014 foram mais de seis mil atendimentos ambulatoriais e 150 pacientes em quimioterapia/mês.

A diretora Geral do Hospital Auxiliadora, irmã Aurélia Brioschi fez uma alusão a parábola Bíblica da semente, para descrever a ocasião.

“Nós estamos comemorando a “semente” que foi plantada há um tempo, consequentemente regada, germinada e que hoje está produzindo. Um trabalho oncológico exige muita seriedade e atenção especial, tanto com a parte curativa e preventiva”, pontuou a diretora irmã Aurélia.

Na sequência, o arquiteto Luiz Eduardo apresentou o projeto arquitetônico do novo prédio.

“Este foi um desafio em trazer toda esta humanização e acolhimento às famílias. Nós teremos a praça da saúde que acolhe a sociedade três-lagoense, ou seja, o paciente estará muito bem amparado”, disse Luiz Eduardo.

O ICTL será construído num terreno de 5000 m², terreno este doado pelo grupo Montanini, para construção da sede própria do ICTL.

“Eu sei como é ter esta doença e sei também que todo apoio da família é muito importante, e quanto mais eles estiverem próximos, melhor”, declarou a chefe do Executivo Municipal, Marcia Moura.

“Fico muito feliz de poder ver este projeto ser lançado neste ano. O município não cresce só em obras e eu digo que este está sendo o Centenário da humanização com melhor acolhimento e atendimento quanto à saúde, cidadania e muito mais. Este projeto que hoje toma forma, é uma das provas disto”, ressaltou.

O ICTL contará com a construção de um prédio próprio, com uma área física de 5.000 m²; Reforma de uma ala inteira no HNSA, que comportará sua estrutura provisória; Aquisição de equipamentos modernos, todos de modo pioneiro no estado.

Até a conclusão do projeto, o ICTL atenderá seus pacientes no HNSA, como já acontece atualmente.

“Eu não tenho dúvida de que com a sede própria do ICTL, os pacientes terão melhores condições no tratamento ao câncer”, reforçou o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja.

Logo após os pronunciamentos, as autoridades se dirigiram ao terreno onde será construído o instituto, para descerrarem a placa da pedra fundamental e também depositar diversos documentos que definem a identidade do momento e do Centenário de Três Lagoas, na cápsula do tempo que será aberta daqui 25 anos.

Confira também

Vacinas chegam em MS à tarde e campanha pode começar nesta segunda-feira

O Ministério da Saúde prevê que Mato Grosso do Sul e 25 unidades da Federação recebam suas …