Em prestação de contas, secretaria detalha gastos com Caravana da Saúde

A primeira prestação de contas dos investimentos na área da Saúde do governo Reinaldo Azambuja (PSDB) ocorreu na tarde desta quinta-feira (25/6), no plenarinho da Assembleia Legislativa. O total gasto somente com a Caravana da Saúde no primeiro quadrimestre de 2015 foi de R$ 2 milhões.

Esse montante foi aplicado para a ida da Caravana em Coxim, no norte do Estado. Segundo o superintendente administrativo da Secretaria Estadual de Saúde, Maurício Peralta, foram feitos mais de 10 mil procedimentos, sendo 637 cirurgias de catarata. “Contamos com 758 pessoas voluntárias e parceiros capacitados, mais 185 servidores estaduais de seis áreas foram envolvidos”, explicou.

Os dados do segundo quadrimestre já foram adiantados pela equipe. Foram mais de 10 mil procedimentos em Ponta Porã e 50 mil em Três Lagoas. “A ideia é trabalhar regionalmente com todos os secretários de Saúde. São várias frentes de trabalho em Educação e Saúde, prevenção e capacitação. A Caravana toda está prevista em R$ 38 milhões. É um programa de estratégia diferenciada de ação. Continuamos com os mesmos investimentos, mas de uma forma diferente, com ações intensivas, que começamos em Coxim”, ressaltou o secretário de Saúde, Nelson Tavares.

A presidente da Comissão de Saúde da AL, deputada Mara Caseiro (PTdoB), destacou que a Caravana ainda entrega equipamentos para os municípios. “Essa ação foi um grande acerto do governo Reinaldo, pelo olhar estratégico. Vão ser colhidos bons frutos e temos que evoluir nas estratégias e esse está sendo um caminho certo”, afirmou.

Outros dados – A prestação de contas ainda revelou que no primeiro quadrimestre foram empenhados para a Saúde como um todo R$ 324.304.496,12, liquidados R$ 224.218.369,10 e pagos R$ 202.626.945,28, sendo que 86% dos recursos são de origem estadual. Gastos com pessoal somaram R$ 125 milhões. Transferências aos municípios representam 22,4% do total, 18,3% são aplicações diretas.

Foram realizadas neste quadrimestre 28 auditorias a partir de denúncias externas. Ainda segundo dados da Secretaria há 110 hospitais incentivados com recursos públicos estaduais em 78 municípios. A prestação de contas à Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa ocorre a cada quatro meses em cumprimento à Lei Complementar 141/2012.

Confira também

Vereador executado em Ponta Porã será velado neste sábado

O vereador por Ponta Porã, Farid Afif (integrante do então partido DEM que se transformou …