Eleições 2016: PT sem discurso e candidatos)

 

Amplavisão 1045 – (Eleições 2016: PT sem discurso e candidatos)

SIMONE  O marido Eduardo Rocha confessando-me: não é contra a candidatura dela a prefeita da capital, mas que não tem o poder de convence-la. E aí o deputado admitiu sorrindo: “somente o André poderá fazer com que ela aceite o desafio”.

‘WANTED’ Se as pesquisas do IPEMS mostram que a rejeição aos nomes de Giroto e Marum  são bem maiores do que os índices de aceitação, o círculo vai se fechando para o PMDB encontrar outro candidato bom de votos que a disputa exige.

VONTADE de poder todos tem. Sergio Longe (FIEMS) é mais um a espera do cavalo arreado, que não aparece. Calmo e metódico, escapou da refrega em 2014 ao recusar o convite para disputar o senado pelo PT. Mas hoje ele paquera o PSDB.

EM BAIXA Se em 2008 o PT obteve 23,23% dos votos, em 2012 o petista Vander não passou de 6% para a prefeitura da capital. E para 2016 as previsões são sombrias diante do quadro local e dos desgastes do PT pelos escândalos que estão na mídia.

VEJAMOS  Zeca, Pedro Kemp, Amarildo?  O trio representa a estagnação quantitativa  de candidatos hoje disponíveis. É como eu sempre questiono: qual liderança – de peso – o PT conseguiu atrair nos últimos 10 anos aqui no Estado? Só uma basta.

VANDER Avocou os méritos pela pluralidade de candidaturas contra Giroto, certo que  o PT sairia no lucro na sucessão estadual dois anos depois. O que se viu foi o resultado adverso, com o eleitor separando os dois cenários e as duas eleições.

LEMBRANDO Casa eleição tem normas exclusivas, de acordo com o ambiente. No último pleito de Campo Grande por exemplo, os eleitores em sua maioria preferiram  as caricaturas cruéis deles mesmos. Mas será que aprenderam a amarga lição?

‘VELHOS’  Se na definição de Lula o PT envelheceu, o mesmo raciocino se aplica aos dirigentes locais. É notório o desinteresse em oxigenar o partido para não se perder as boquinhas do poder. Aliás, o ingresso de Delcídio não é digerido até hoje.

A PROPÓSITO Mentiu o Lula ao dizer que hoje o pessoal do PT só pensa em cargos. O nosso ‘Brahma’ esqueceu dos 25 mil ‘companheiros’ em cargos de confiança com altos salários, ‘petezando’ o Governo desde seu primeiro mandato?

LEMBRETE:  Os candidatos a prefeito do PT no pleito de 2016 terão que reunir qualidades pessoais em torno de si  que superem o desastre administrativo do Planalto.  A velha tática de se apoiar ou ir no vácuo do PT não deve funcionar.

ALIANÇAS   Serão problemas para o PT mesmo sendo um pleito municipal. Pesará contra elas o noticiário dos escândalos nacionais e que deve afugentar os dirigentes de outros partidos, temendo ser contaminados. “Diga-me com quem andas…”

 

Confira também

Prefeitos decidirão sobre Carnaval, diz governador

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), declarou nesta sexta-feira (26), que …