Balanço das obras para Rio 2016 é positivo

As delegações esportivas que participarão dos Jogos Pan-Americanos em Toronto, Canadá, entre 10 e 26 de julho, vão conhecer as medidas adotadas pelo Brasil para viabilizar as Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro. No dia 11 de julho, em entrevista coletiva, será apresentada a Matriz de Responsabilidades das Olimpíadas e Paralimpíadas de 2016. Uma terceira versão do documento, com foco em operações e serviços, será divulgada no dia 28.

As soluções são definidas pelas três esferas de governo dentro do planejamento e diante de situações que possam surgir antes dos Jogos, disse na quarta-feira (24), o presidente da Autoridade Pública Olímpica (APO), Marcelo Pedroso. “Não descartamos a necessidade de adoção de medidas complementares para permitir a realização de algumas competições.”

Segundo ele, todas as obras das Olimpíadas estão caminhando de forma adequada, dentro dos prazos para garantir tanto a realização dos eventos-teste quanto dos Jogos. “Estamos falando de um grande desafio para o Estado brasileiro, ou seja, garantir a entrega de um projeto conjunto de grande complexidade. Acho que o resultado tem sido muito positivo, porque temos conseguido manter tudo dentro das expectativas de entrega para a realização desses eventos”.

Durante a viagem ao Canadá, Marcelo Pedroso pretende fazer contatos institucionais e observar de que forma os canadenses estão se preparando para garantir o uso do legado das instalações esportivas de Toronto depois dos Jogos. “Para nós, isso é de grande interesse, porque é o nosso foco de atenção no momento.” Caberá aos entes públicos definir o que é legado e o que estará no Plano de Política Pública e o que entrará na Matriz de Responsabilidades das Olimpíadas.

Confira também

Palmeiras e Flamengo decidem hoje Libertadores

Chegou o dia. Palmeiras e Flamengo decidem na tarde deste sábado quem será tricampeão da …