Sem recursos, Santa Casa suspende atendimento de média complexidade

A Santa Casa da Misericórdia de Campo Grande suspende nesta terça-feira (5), os serviços ambulatoriais de média complexidade. A decisão já havia sido comunicada no último dia 9, devido ao impasse entre a Prefeitura e o Hospital.

Segundo o presidente da ABCG (Associação Beneficente de Campo Grande), o município havia se comprometido a prorrogar o recurso de R$ 3 milhões, repassados durante quatro meses, conforme contrato encerrado no último dia 7, e a incrementar R$ 1 milhão, no entanto, com o fim do contrato, o município encaminhou uma nova proposta que foi recusada.

Conforme nota divulgada pelo hospital, o município sugeriu repassar R$ 3 milhões mensais, destinando R$ 2 milhões para os procedimentos de média complexidade e R$ 1 milhão para os de alta complexidade.

A administração da Santa Casa entendeu que as propostas remuneratórias apresentadas pelo município não contemplam o valor de custo dos serviços realizados. Nesta terça-feira, Teslenco participará da sessção da Câmara Municipal, às 10 horas. Na ocasião, Teslenco vai detalhar aos vereadores a situação do local.

Confira também

Universidades Federais de Mato Grosso do Sul perdem R$ 140 milhões com cortes do MEC

O Ministério da Educação (MEC) deve cortar, ao longo de 2021, R$ 994,6 milhões dos …